Tesouros do Naufrágio do Inacreditável: Damien Hirst surpreende com nova mostra

Não é difícil entender por que o mais recente projeto de Damien Hirst foi saudado como do artista britânico mais importante até agora. E, na verdade, é tão ambicioso e longe de tudo o que ele fez que poderia ser apenas o trabalho que cimenta seu status como um dos maiores artistas de sua geração. Ambicioso, excessivo e audacioso em seu núcleo, não é apenas uma das maiores conquistas de Hirst, é sem dúvida uma das maiores conquistas da arte contemporânea.

Veja imagens incríveis da exposição em nossa galeria.

Intitulado “Tesouros do Naufrágio do Inacreditável”, o novo projeto marca a primeira vez que os dois locais venezianos da Fundação Pinault, o Palazzo Grassi e Punta della Dogana, foram dedicados a um único artista. Quase dez anos em construção, a exposição tem o seu título a partir da grande narrativa em torno da qual está centrada – uma história que consiste em elementos de mito, fantasia e história factual, misturado no caldeirão da imaginação hiperativa de Hirst.

A história diz que em 2008 os vastos destroços de um enorme navio, o Apistos (o “Inacreditável”), e sua preciosa carga de tesouros foi descoberto ao largo da costa da África Oriental. Os tesouros eram a propriedade do escravo libertado transformado em colecionador de arte Cif Amotan II, que viveu entre meados de primeiro e início do segundo século CE, e é dito ter acumulado uma fortuna imensa após a sua libertação. Os tesouros foram destinados para o templo do coletor construído em Asit Mayor até que o barco afundou.

A coleção de 100 tesouros lendários, consistindo de “cópias, falsificações, compras e pilhagem”, forma a base de “Tesouros do Naufrágio do Inacreditável”. Segundo a declaração curatorial, a exposição reúne obras recuperadas do naufrágio com uma série de cópias contemporâneas do museu do Artefacts recuperados que “imaginam as obras em suas formas originais, intactas.”

Dentro dos espaços históricos dos dois locais, os visitantes encontrarão uma vasta gama de objetos, muitos dos quais permanecem em seu estado de descoberta incrustado de coral – ou assim nos dizem. Os objetos incluem esculturas de bronze, bustos de mármore, capacetes e espadas, jarras e vasos, jóias de ouro, moedas, espécimes de museus e artefatos históricos, para citar apenas alguns. O aparecimento de Mickey Mouse, Goofy, Pharrell, e Rihanna, entretanto, acrescenta outra dimensão intrigante para a extravagância épica.

O gênio de Hirst na criação de uma sensação multi-sensorial que explora questões de autenticidade, historicidade, apropriação eo valor dos objetos de arte com tal fantasia, humor, bravata e autenticidade é louvável. Embora a sua obra não é certamente curta de espetáculo ou grandes gestos, neste caso, é combinada com uma largura e profundidade na sua execução, artesanato e visão que o singulariza como uma façanha incrível da arte, design e coordenação.

De acordo com François Pinault, Hirst falou com ele sobre o projeto há quase dez anos, quando ele estava no auge de sua fama. Mas valeu a pena esperar, com o longo período de gestação, evidentemente, dando a Hirst o tempo para elaborar uma exposição que é altamente louvável por sua integridade e rigor. Situado em uma localização fantástica na “cidade do mar”, que acrescenta vida à aventura, é um tour de força de descoberta, beleza, capricho e magnificência.

“Nada o impede, nem as dificuldades, nem os códigos e cânones convencionais da arte, nem as controvérsias e os julgamentos (muitas vezes todos muito sumários), diz Pinault no catálogo da exposição. “Os trabalhos não se encaixam em qualquer categoria estética convencional ou estrutura canônica. Elas emanam um senso de um poder quase mitológico, mergulhando o espectador em um estado de espírito que oscila constantemente entre perplexidade e entusiasmo.

Em uma era mundial de arte de exposições explorando as questões de indução à culpa, mas altamente importante e relevante da crise de refugiados, guerra, fome, migração, pobreza, racismo e gênero, “Tesouros do Naúfragio do Inacreditável” é um pouco de um antídoto para toda a desgraça e tristeza. É uma obra-prima espetacular e teatral do gênio criativo que prova que algo alegre, caprichoso e indulgente também pode ser inteligente e intelectual.

Compartilhar:
Caixa SP
Notícias - 04/05/2017

A tendência expressionista na arte moderna coreana

O Leeum – Museu de Arte de Samsung em Seul, apresenta uma exposição permanente, intitulada “Beyond Space”.

Esta mostra consiste em três …

Notícias - 02/04/2014

Miquel Barceló em exposição no RJ

Pinturas e objetos de Miquel Barceló estarão em exposição na Pinakotheke Cultural do Rio de Janeiro entre 27 de maio …

Notícias - 29/10/2015

Galeria Tina Zappoli comemora 34 anos com evento beneficente

Em 2 de dezembro, data em que a GALERIA TINA ZAPPOLI completa 34 anos de atuação ininterrupta no mesmo local, …

Notícias - 05/02/2016

Museus da França e Holanda entram em acordo e adquirem juntos obras de Rembrandt por Redação

O acordo feito pelo Louvre e o Rijksmuseum representa o primeiro caso de dois países que compram juntos uma obra …

Notícias - 22/03/2016

Hong Kong recebe hoje a ArtBasel com prévia para convidados

Abre hoje e amanhã para convidados e do dia 24 a 26 para o público a ArtBasel Hong Kong.

Com metade …

Notícias - 19/01/2017

London Art Fair em imagens

A London Art Fair retorna para a sua 29 ª edição em 2017 e abriu ontem dia 18 para convidados …

Notícias - 19/05/2014

Mostra "Teoria da cor - Miguel Rio Branco"

Entre os dias 16/04 à 20/07, a Pinacoteca do Estado de São Paulo, apresenta na Estação Pinacoteca a exposição “Teoria …

Notícias - 25/10/2017

Prêmio Videobrasil

A cerimônia de premiação do 20º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil foi realizada na noite de 8 de outubro. Além …

Notícias - 13/01/2019

Governador do Rio de Janeiro ordena fechamento de exposição na Casa França-Brasil

A exposição Literatura Exposta, inaugurada na Casa França-Brasil no dia 4 de dezembro de 2018, tinha seu encerramento previsto para …

Notícias - 15/03/2018

Fotografia viral de Stephen Hawking na guerra do Vietnã é falsa

Você viu esta foto de Stephen Hawking protestando contra a Guerra do Vietnã em 1968? É uma imagem poderosa, mas na verdade não …

Notícias - 26/04/2017

Últimos dias de inscrição para chamada da Casa Fiat de Cultura

A Casa Fiat de Cultura apresenta a segunda edição de seu programa de seleção para exposições individuais ou coletivas na Piccola Galleria. …

Notícias - 08/06/2017

Documenta 14 em imagens

O Documenta 14, na cidade alemã de Kassel, abre as portas no próximo sábado. Esta exposição de arte contemporânea, criada …