Sesc 24 de Maio: A redenção para o centro de São Paulo

 

Sesc 24 de maio é a mais nova unidade do Sesc SP.

Em sua inauguração, mesmo em um sábado de chuva na capital paulista, estava completamente lotado de pessoas entusiásticas e sedentas para conhecer o novo espaço projetado pelo renomado arquiteto Paulo Mendes da Rocha.

Em meio aos corredores lotados e filas nos elevadores, a Dasartes esteve presente e subiu as rampas congestionadas pelo público visivelmente feliz em participar das ações, apresentações e para ver a exposição curada por Paulo Herkenhoff e Leno Veras. O título da mostra, não podia ser mais conveniente “São Paulo não é uma cidade – Invenções do Centro”. A exposição, especialmente criada para o Sesc, apresenta uma possibilidade de leitura do centro de São Paulo a partir dos conceitos de cidade e os contextos da história, da arte, da arquitetura, do urbanismo, da indústria, do comércio e dos lugares emblemáticos, assim como sobre pessoas, ofícios, saberes e cotidianos dessa composição urbana complexa e diversa.

Entrevistamos o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, pra saber das novidades e proposta do novo projeto:

Dasartes:

Por que essa ideia de trazer o Sesc pra um ponto tão esquecido da cidade e como funcionou essa função de revitalização do projeto?

Danilo Santos de Miranda:

“É um sonho muito antigo do SESC, ter uma unidade múltipla no centro da cidade de São Paulo com todos os serviços que o SESC oferece, seja no campo da cultura, das artes visuais, teatro, música, dança, oficinas, apresentações, etc. Também de atividades físicas que é nossa maneria de atuar,  dentro do campo da saúde, muito importante entre as pessoas que trabalham aqui ou também para as que não trabalham aqui no centro.

Então, fazer uma unidade no centro sempre foi nosso sonho porque aqui nós temos uma quantidade de serviços importantes, muita gente que mora aqui, mais trabalha do que mora, sobretudo pra muita gente que circula no centro. Aqui temos a maior rede de transporte, duas estações de metrô aqui do lado (Anhangabaú e República), então a gente acredita que é vital e fundamental realizar esse sonho.

E encontramos esse prédio (antiga MESBLA), com um arquiteto fantástico que nos ajudou a criar todas essas condições. Portanto, nos temos aqui a realização de um sonho efetivamente com tudo o que nós temos nas outras unidades, também temos aqui agora, de uma maneira bastante moderna, avançada com muito respeito às pessoas e com uma grande valorização ao nosso programa.”

A unidade SESC 24 de Maio fica na Rua 24 de Maio, 109, no centro de São Paulo.

Veja agenda completa da programação do mês de Setembro Clicando aqui.

Abaixo galeria de imagens da exposição “São Paulo não é uma cidade – Invenções do Centro” com curadoria de Paulo Herkenhoff e Leno Veras.

Vanderlei Lopes, Catedral, 2009-2011 (Bronze patinado e água do mar)

João Paulo Racy, Vias, SP, 2017

Compartilhar: