Residência artística Kaaysá promove intercâmbio com imersão na natureza

Na contramão do caos da vida moderna, uma residência artística no meio da Mata Atlântica, no litoral norte de São Paulo. O espaço recebe artistas visuais, fotógrafos, curadores, arquitetos, músicos, dançarinos e outros profissionais criativos para imersões na natureza e trocas multidisciplinares. O destino em pauta é a Kaaysá Art Residency, um espaço independente de intercâmbio artístico situado no sertão de Boiçucanga, no litoral paulista (Estrada do Cascalho, 1270), sob o comando de Lourdina Rabieh, libanesa naturalizada no Brasil, e curadoria de Lucila Mantovani.
A estrutura da Kaaysá dispõe de espaços para uso coletivo como ateliê, estúdio audiovisual, laboratório de fotografia, biblioteca e marcenaria, além de cerca de 36 alojamentos. A curadoria ainda propõe planejamento de atividades individuais e coletivas, com bate-papos com curadores e artistas, vivências com a população local, roteiros de trilhas para imersão na natureza, estudos com pesquisas sobre a Mata e o Oceano Atlântico, entre outros.
“Quanto mais intercâmbios e interações, mais fértil se torna o ambiente e, consequentemente, a capacidade de produzir ideias. Estimulamos a imersão na natureza a fim de aguçar os sentidos dos profissionais, impulsionar conexões entre as diversas linguagens criativas e estreitar os diálogos sobre o processo de cada residente”, explica Lucila Mantovani.
Para participar, os residentes passam por uma seleção realizada por um comitê de curadores e especialistas de arte e cultura, que contempla análise de currículo e portfólio, e uma prévia do projeto a ser desenvolvido durante a residência. Os grupos são formados por profissionais de todas as nacionalidades e de diferentes áreas criativas. “A proposta é entrelaçar processos de diferentes naturezas que entre si tenham sinergias temáticas, biográficas ou gestuais”, afirma a curadora do projeto.
Além do programa de residência coletiva, a Kaaysá oferece a possibilidade de intercâmbios individuais por períodos curtos ou mais extensos – conforme a necessidade do projeto a ser desenvolvido.

De 30 de maio a 3 de junho acontecerá a segunda etapa do Friccional – Vibratos Audiovisuais, programa de residência que teve início em abril e, além da proposta de imersão, trará oficinas abertas ao público.

A edição conta com a participação de Ana Aggio, atriz, dançarina, cantora, compositora e multi-instrumentista; do Coletivo Ágata, que propõe reflexões sobre a representatividade feminina nas artes; da cantora Cibelle Hespanhol; da artista visual e fotógrafa Daniele Queiróz; do Discotiki, grupo de música experimental formado por Diego Raso, Chris du Voisin, Ivan Padovani e Victor Leguy; do editor audiovisual Edu Varallo; da artista visual, bailarina e arte-educadora Isis Gasparini; do comunicólogo JP Accácio; de Luciana Magno, artista visual; do músico, artista e produtor musical Matheus Leston e da escritora Sheyla Smanioto.

O espaço também estará aberto ao público amante das artes interessado em vivenciar uma experiência junto aos artistas. Para isso, basta hospedar-se no Kaaysá ao longo da residência.

Friccional – vibratos audiovisuais
Local: Kaaysá Art Residency
Endereço: Estrada do Cascalho, 1270, Boiçucanga
De 30 de maio a 3 de junho
Investimento: R$900 durante cinco dias
*É necessário enviar portfólio, projeto e carta de intenção através do site: www.kaaysa.com.br . Para mais informações, escreva para info@kaaysa.com.br

Compartilhar: