Processo judicial faz Centro Pompidou quebrar com retrospectiva de Jeff Koons

A retrospectiva de Jeff Koons no Centro Pompidou em 2014-15 foi a exposição mais assistida de um artista vivo na história do museu, trazendo 650.045 visitantes, o que poderia ter resultado em uma grande arrecadação financeira para o museu, mas não foi esse o caso. “A exposição não gerou lucros para o centro”, de acordo com o veredicto proferido pelo Tribunal Superior de Paris em 9 de março, em um processo de plágio liderado pelos herdeiros do fotógrafo Jean-François Bauret. A instituição francesa apenas lucrou 60.059 euros através da venda de três publicações ligadas à exposição, revelam documentos judiciais.

O tribunal observou na sua decisão que a mostra gerou 2.6m de euros na receita de vendas de bilhete e 320.000 euros na renda da venda das publicações para o centro Pompidou. Mas o museu francês teve de pagar uma taxa de empréstimo de 1,25 milhões de euros ao Museu Whitney de Arte Americana de Nova York, que organizou a exposição (os termos precisos do acordo não foram incluídos na decisão do tribunal). Uma porta-voz do museu confirmou que ela quebrou mesmo com o show itinerante, mas não revelou em detalhes o que aconteceu com a outra metade da receita, embora ela observou que trazer uma exposição como essa para a Europa vem com uma série de custos associados, tais como transporte e seguros.

Além do aspecto financeiro, os documentos judiciais revelam a natureza da exposição, com o artista não deixar o museu escolher qualquer conteúdo do catálogo ou as obras incluídas. Os argumentos apresentados pelo Centro Pompidou durante o processo jurídico – envolvendo a reprodução da escultura “Koons Naked”, que se assemelha a uma imagem de duas crianças nuas pelo falecido fotógrafo Jean-François Bauret. O museu disse em sua defesa “que agiu no âmbito de obrigações contratuais particularmente estritas com o Jeff Koons sob a influência direta do artista americano e que se tivesse sido avisado pelo artista ou pelo estúdio que o trabalho “Naked” fosse potencialmente litigioso, teria agido de maneira diferente”.

Isto foi apoiado pelo tribunal, que constatou que “o museu não negociou as condições em torno da exposição itinerante e que é Jeff Koons que insistiu que o trabalho “Naked” fosse selecionado para reprodução no catálogo da exposição.

O museu de Paris disse que só foi informado da existência do processo de direitos autorais na véspera da abertura do show, e foi forçado a pedir urgentemente uma nova tiragem do catálogo sem a imagem controversa, mas algumas cópias que incluíam a reprodução de “Naked” já havia sido vendido. Os catálogos publicados por cada museu são de outra maneira quase idênticos, exceto para a adição na versão do Centre Pompidou de um prefácio de Alain Sebain, então presidente do Pompidou, e um ensaio de Bernard Blistène, curador da exposição.

Compartilhar:
Notícias - 01/07/2016

Arte1 estréia nova série com Bruno Vilela

Dia 01/07 às 19h estréia no canal Arte1 o primeiro episódio da série “Se Cria Assim”, projeto do diretor Claudio …

Notas - 09/12/2015

Pátio Batel recebe a galeria Diretriz Arte Contemporânea

A capital paranaense é considerada um dos grandes palcos para a cultura nacional e internacional. Reconhecida pela valorização da arte, …

Notícias - 09/12/2015

Cavaletes de Cristal de Lina Bo Bardi retornam ao MASP

O MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – traz de volta, a partir de 10 de …

Notícias - 14/12/2018

José Olympio da Veiga Pereira é o novo presidente da Fundação Bienal de São Paulo

José Olympio da Veiga Pereira é o novo presidente da Fundação Bienal de São Paulo, eleito pelo Conselho de Administração …

Notícias - 20/01/2015

O limiar dos mistérios da arte na SIM Galeria

Mistérios, enigmas e o vasto desconhecido que cercam nossa existência mobilizam o olhar de uma série de artistas. Reunidos na …

Notícias - 19/07/2018

Gosta de Street-Art? Conheça o Clube de Colecionadores Casa Jacarepaguá

A Casa Jacarepaguá é um espaço de criação e renovação.
Uma galeria de arte, residência artística e ateliê especializada em Street …

Notícias - 15/11/2018

Bienal de Curitiba realiza mostra de videoarte em ônibus e terminais

A abertura da Bienal de Curitiba 2018 |25 Anos no Museu Municipal de Arte (MuMa) acontece na terça-feira, 20 de …

Notícias - 13/12/2017

Casa Parêa: João Pessoa na Paraíba ganha novo espaço de arte

A casa parêa é um espaço autônomo de arte que surge na cidade de João Pessoa, localizada na Praça Antenor …

Notícias - 24/09/2015

Encontrado um novo Rembrandt?

Uma pintura catalogada simplesmente como ” Oil on Board, Triple Portrait with Lady Fainting” foi vendido no dia 22 de …

Notícias - 18/01/2018

Projeto Condo está chegando em São Paulo

O projeto CONDO, que é um trabalho em rede, colaborativo organizado entre galerias, sem fins lucrativos que abriu sua terceira …

Notícias - 29/03/2016

Galeria Lume e a evolução do conceito da Arte Contemporânea na SP-Arte

A Galeria Lume preparou um projeto especial para a SP-Arte deste ano e leva cinco artistas, em suportes diversos, para …

Notícias - 03/03/2015

Exposição "João Turin - Vida, Obra, Arte" recebeu mais de 265 mil pessoas no MON

A exposição “João Turin – Vida, Obra, Arte”, que ficou oito meses em cartaz no Museu Oscar Niemeyer (MON), consagrou-se …