Pintura roubada de Degas é encontrada em um ônibus

Uma pintura de Degas roubada de um museu de Marselha em 2009 foi encontrada em um ônibus perto de Paris.

A ministra da cultura francesa, Françoise Nyssen, disse que as autoridades descobriram a obra de arte no compartimento de bagagem do ônibus que foi parado em uma estação de serviço de auto-estrada.

Especialistas confirmaram que era “Les Choristes”, uma pintura em tom pastel que de valer 800 mil euros ( 700,000 mil libras).
Nenhum dos passageiros admitiu possuir a pintura.
As autoridades aduaneiras descobriram a pintura dentro de uma mala. Ninguém foi preso.
A obra foi roubada do Musée Cantini de Marselha em 2009 e foi emprestada pelo Musée d’Orsay em Paris para uma exposição.
Autoridades na época disseram que não havia sinal de roubo.
A arte em pastel é datada de 1877.

Quem era Edgar Degas?
Hilaire-Germain-Edgar De Gas, mais tarde conhecido como Edgar Degas, nasceu em Paris em 1834.
Ele era filho de uma mãe crioula de Nova Orleans, Louisiana e um pai francês que trabalhava como banqueiro.
Ele é famoso por suas pinturas, esculturas e gravuras, particularmente as de dançarinas.
Degas é creditado como um dos fundadores do Impressionismo, um movimento de arte focado em retratar a realidade nesse instante – com foco em cores brilhantes e efeitos da luz.
Ele morreu em 1917.

Esta descoberta de Degas não foi a primeira vez que uma peça de arte faltante apareceu em um local estranho.
Em 2015, a banda punk dos Estados Unidos Stereo Fire Empire encontrou uma artefonia roubada em Nova Orleans , encostada a uma parede, poucas horas depois de ser denunciado o roubo.
Em 2014, uma série de obras desconhecidas de Andy Warhol foram descobertas 30 anos depois em discos do computador Amiga. O artista foi pago para criar as obras para o lançamento do Amiga 1000, um computador da marca Commodore.
Em 2009, um historiador de arte descobriu um trabalho perdido do artista húngaro Róbert Berény, pendurado no fundo do filme infantil Stuart Little ao vê-lo com sua filha. “Sleeping Lady with Black Vase” foi vendida em leilão cinco anos depois por 182 mil libras.
E, em 2007, em Nova York, uma pintura roubada há 20 anos foi encontrada em uma pilha de lixo no Upper West Side de Manhattan, em Nova York. “Tres Personajes” do artista mexicano Rufino Tamayo vendeu mais de  500 mil libras depois.

Compartilhar: