Pavilhão do Brasil na 58ª Bienal de Veneza terá curadoria de Gabriel Pérez-Barreiro e mostra de Bárbara Wagner & Benjamin de Burca

A Fundação Bienal de São Paulo, o Ministério da Cultura e o Ministério das Relações Exteriores anunciam Gabriel Pérez-Barreiro como curador da participação brasileira na 58ª International Art Exhibition, La Biennale di Venezia, em 2019. Para representar o Brasil na mais antiga Bienal do mundo, Pérez-Barreiro — curador da 33ª Bienal de São Paulo — selecionou a dupla Bárbara Wagner & Benjamin de Burca, que irá desenvolver um filme comissionado para a ocasião.

“A promoção do patrimônio cultural e artístico do Brasil no exterior é uma preocupação central ao MinC, e a realização conjunta com o MRE e a Fundação Bienal da representação brasileira neste espaço de prestígio que é a Bienal de Veneza é vital para isso”, afirma o ministro da cultura Sérgio Sá Leitão. “A excelência das exposições apresentadas no Pavilhão do Brasil é amplamente reconhecida, inclusive pelo recebimento de uma menção honrosa na última edição do evento. E isso só é possível com a união de esforços dessas três instituições que, com todas as especificidades de suas vocações, compartilham de um mesmo projeto”.

João Carlos de Figueiredo Ferraz, presidente da Fundação Bienal, explica que “o apontamento de Gabriel Pérez-Barreiro se deve ao amplo conhecimento que o curador demonstra sobre arte a brasileira, à sua boa integração com a equipe da Fundação e à afinidade entre os conceitos mobilizados por ele na 33ª Bienal de São Paulo e aqueles propostos pela 58ª Bienal de Veneza”.

A 58ª Bienal de Arte de Veneza, May You Live In Interesting Times (Que você viva em tempos interessantes), alude a períodos de incerteza, crise e turbulência. A proposta desenvolvida pelo curador-geral Ralph Rugoff adota como título uma frase de origem inglesa falsamente atribuída a uma maldição chinesa e replicada como tal em inúmeros discursos políticos ocidentais. No contexto da pós-verdade, fake news e “fatos alternativos”, a falsa maldição é exemplo de como conteúdos ficcionais podem ter implicações políticas reais.

O trabalho de Wagner & de Burca relaciona-se com o tema geral da Bienal por seu comprometimento com a realidade complexa e por vezes conflitiva do Brasil. “Bárbara Wagner e Benjamin de Burca trazem um olhar crítico e ao mesmo tempo compreensivo à enorme pluralidade do momento atual, apontando para a maneira como a cultura popular absorve e interpreta as imagens e os fenômenos da vida cotidiana e dos meios de comunicação de massa, incorporando-os à sua própria realidade”, explica Pérez-Barreiro.

Em sua produção, a dupla tem se concentrado em aspectos da cultura popular brasileira, especialmente a pernambucana, apresentados a partir de um olhar generoso e isento de estereótipos. Suas obras abordam desde a cultura evangélica à rapeira e brega, encaradas como manifestações representativas da enorme diversidade cultural brasileira. Wagner & de Burca fogem de dicotomias fáceis e relativizam os limites entre cultura erudita e popular e linguagem artística e jornalística.

Compartilhar:
Notícias - 27/04/2017

"Terrorismo, racismo, guerra e revolução" são os temas do programa de cinema da ArtBasel 2017

O programa de cinema da Art Basel deste ano tem uma linha política distinta, com exibições que confrontam questões de …

Notas - 26/08/2015

Galeria Trópica abre as portas em Ipanema

Os cariocas vão ganhar uma opção no cenário das artes que promete movimentar ainda mais o mês de setembro no …

Notícias - 03/01/2019

Performances provocativas de Chris Burden tornam-se tema de peça teatral em Nova York

“Eu estava essencialmente me afogando.”

É assim que o ator Ben Hethcoat descreve sua reconstituição da performance de 1974 de Chris …

Notas - 01/09/2015

Espaço Cultural STJ seleciona artistas para seu calendário de exposições de 2016

A partir do dia 24 de agosto até 16/11/2015, o Espaço Cultural STJ estará recebendo propostas para o Processo Seletivo …

Notícias - 16/12/2016

Em janeiro: 8º Salão dos Artistas sem Galeria

A 8ª edição do Salão dos Artistas Sem Galeria, promovido pelo impresso e portal Mapa das Artes (www.mapadasartes.com.br), realiza, a …

Notas - 16/07/2015

Casa do Povo abre chamada para residência de coletivos

A Casa do Povo está com inscrições abertas para residência de coletivos, grupos de estudos, movimentos, companhias, conselhos e associações …

Notícias - 28/04/2017

Museu Guggenheim de Nova York ganha exposição inusitada

Em Nova York o barulho é constante e a cidade é classificada entre as 10 mais barulhentas do mundo. O …

Notícias - 14/06/2018

Quanto ganha um artista?

O Creative Independent é um recurso de orientação emocional e prática para artistas de todos os tipos. Com o principal …

Notícias - 08/11/2018

Pai de uma vítima da escola Parkland colocou um colete à prova de balas na "Garota Destemida" de Wall Street

A estátua de “Fearless Girl” de Wall Street pode não ter medo de enfrentar o patriarcado, mas enfrentar um atirador …

Notícias - 30/09/2016

ArtRio 2016 em imagens

Em sua quinta edição, a feira de arte internacional do Rio de Janeiro – ArtRio enfrenta um grande desafio. Reduzida …

Notas - 04/09/2015

Felippe Moraes apresenta "Movimento Pendular" no Paço Imperial

O trabalho Movimento Pendular do artista carioca Felippe Moraes consiste de uma ação com um pêndulo de vidro preenchido por …

Notícias - 24/08/2017

Banksy é intimado a grafitar Las Meninas de Velázquez, na Espanha

Canido é um distrito de Ferrol, na Espanha, e em 2008 lançou uma nova iniciativa para revitalizar a área. Para …