PARTE traz oficinas e diálogos com curadores, artistas, acadêmicos e gestores culturais

© Zé Vicente

A PARTE Feira de Arte Contemporânea, que acontece entre 4 e 8 de novembro no Paço das Artes, completa cinco anos em 2015. Em sua trajetória, o evento se destaca não só por trazer galerias e obras de arte inovadores em um ambiente despojado e propício à troca de informações, mas também por uma intensa programação de oficinas e mesas. Nelas o público pode aprender mais sobre o sistema de arte e as manifestações artísticas de uma maneira geral e estar a par de discussões interessantes e relevantes sobre a arte produzida nos dias de hoje. Projetos paralelos e lançamentos de livro, além de uma programação infantil criativa completam a visita, recomendada para todas as idades.

Confira a seguir a agenda de temas e convidados da edição 2015. As inscrições para as oficinas com Apoio da Pintar Materiais Artísticos e dO Grito Gallery já podem ser feitas por meio da internet, no site da galeria: https://www.facebook.com/ogritogallery . As demais podem ser feitas na hora.

DIÁLOGOS

5/11, QUINTA-FEIRA

15h – O que veem, e o que deixam de fazer os curadores nas feiras de arte?

Marcio Harum é curador de artes visuais do Centro Cultural São Paulo. Recentemente, foi curador de 25 Anos do Programa de Exposições CCSP (2015) e da seção curatorial #SoloProjects Focus Latinoamérica da ARCOmadrid (2014) e apresentou projeto inédito do artista Hudinilson Jr. na 31a Bienal de São Paulo (2014).
Maria del Carmen Carrión é curadora e crítica de arte equatoriana, atual Diretora de Programas Públicos e Pesquisa do Independent Curators International – ICI de Nova York e curadora do ceroinspiración, em Quito. Co-fundadora de Constrcuto/, plataforma coletiva internacional dedicada à pesquisa e debate sobre cultura e artes visuais. Mestre pela California College of the Arts.
Tobi Maier é crítico de arte e curador, foi curador associado na 30a Bienal de São Paulo (2012), curador no MINI/ Goethe-Institut Curatorial Residencies Ludlow 38, em Nova Iorque (2008-2011) e no Frankfurter Kunstverein (2006-2008). Tem plivros publicados e foi curador de mostras premiadas no Brasil e no exterior. Mestre em Estudos Curatoriais pelo Royal College of Art, Londres, Reino Unido.

17h – CURADORIA SOB A PERSPECTIVA DA HISTÓRIA DA ARTE
seguido de sessão de assinatura do livro Re/escrituras da arte contemporânea, de Priscila Arantes

Cauê Alves é curador do Clube da Gravura do MAM – SP e curador assistente do pavilhão do Brasil na Bienal de Veneza em 2015. Mestre e Doutor em filosofia pela USP, coordenador do curso de Artes Visuais do Centro Universitário Belas Artes e Professor de arte, crítica e curadoria da PUC-SP.
Priscila Arantes é crítica, curadora, pesquisadora e gestora cultural. Diretora Técnica e Curatorial do Paço das Artes desde 2007, pós-doutora pela Pennsylvania State University e pela UNICAMP e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Professora de graduação e pós-graduação nos cursos de curadoria e gestão cultural da PUC-SP.
Raphael Fonseca é curador no Rio de Janeiro e vencedor do Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – SESI 2015. Doutorando em História e Crítica da Arte pela UERJ, mestre pela UNICAMP e Bacharel em Artes e História da Arte pela UERJ.

Na sequência, às 18h, Priscila Arantes faz uma sessão de autógrafos do livro “Re-escrituras da Arte Contemporânea”

19h – MERCADO DE ARTE: ESTRATÉGIAS EM TEMPOS DESAFIADORES

Ana Letícia Fialho desenvolve desde 2011 pesquisas sobre o mercado de arte no Brasil para o Projeto Latitude. Doutora em Ciências das Artes e da Linguagem pelo EHESS de Paris e Mestre em Gestão Cultural pela Universidade de Lyon II, é pós-doutoranda no Instituto de Estudos Brasileiros – USP.

Eliana Finkelstein é presidente da ABACT – Associação Brasileira de Arte Contemporânea e sócia fundadora da Galeria Vermelho, em São Paulo.

Gachi Prieto é sócia da galeria Gachi Prieto, fundado em 2007 em Buenos Aires, com foco na arte contemporânea latino-americana.

OFICINAS DE CRIAÇÃO

14h – ILUMINURA CONTEMPORÂNEA

Carola Trimano, artista visual com larga experiência em produção cultural e ações educativas. Utilizada na ilustração de livros e tipografia do período medieval, a iluminura é tratada nestas oficinas com um olhar contemporâneo.

16h – ALICINAGENS, OFICINAS DE COLAGEM (a partir dos 7 anos)

18h – ALICINAGENS, OFICINA DE COLAGEM (adultos)

Adriana Peliano, artista visual – ilustradora da edição de 150 anos de Alice (2015), vencedora do Prêmio Jabuti pelo projeto gráfico de “Aventuras de Alice no subterrâneo” (2012) e fundadora da Sociedade Lewis Carroll do Brasil.

Oficina de colagem inspirada no universo de “Alice no País das Maravilhas” (1865” e “Alice Através do Espelho e o que Alice encontrou lá” (1872)

20h – DANDO MURO EM PONTA SPRAY

Catharina Suleiman, fotógrafa e artista visual, e Simone Sapienza Siss, artista visual, ambas do Coletivo Aprecie sem Moderação

6/11 – SEXTA-FEIRA

15h – FAÇA VOCÊ MESMO: ATELIÊS COLETIVOS E GRUPOS AUTO-GERIDOS DE ARTISTAS

2e1 Ateliê e Coletivo é uma rede de trabalho, ocupação, convivência e criação de conhecimento em artes visuais, concebido inicialmente pela artista visual Carolina Paz e que hoje integra um grupo amplo de artistas.

.Aurora é um espaço autônomo que funciona como ateliê e espaço expositivo e de trocas, formado e gerido pelos artistas Bel Falleiros, Diogo Lucato, Francesco Di Tillo, Gabriel Gutierrez e Laura Daviña, e pela arquiteta de exposições Claudia Afonso.
Grupo Aluga-se é uma plataforma independente e auto-gerida de e por artistas, cujo objetivo é a construção de estruturas alternativas para ações em artes visuais. Coordenado por Yara Dewachter, Evandro Prado e Giba Gomes.

17h – LIVROS DE ARTISTAS E PUBLICAÇÕES INDEPENDENTES: PERSPECTIVAS E DESDOBRAMENTOS

Seguido do lançamento de “Escavar o Invisível”, de Camila Otto e André Hauck, trabalho selecionado pela Bolsa Funarte de Estímulo à Produção em Artes Visuais 2014.

.Aurora é um espaço autônomo dirigido por artistas e parte da plataforma internacional Publication Studio, que possibilita de produzir livros in loco e distribui-los para outros pontos da plataforma no mundo.
Camila Otto e André Hauck são Mestres e Graduados em Artes pela UFMG e integrantes do coletivo SC02.
Maite Claveau é diretora da feira, editora, selo e banca de livros de artistas Tijuana.
Pedro Vieira é sócio da IKREK Edições, criada com o intuito de promover e divulgar a produção de livros de artista no Brasil.

19h – DESIGN: EM BUSCA DE UMA IDENTIDADE

Realizado em parceria com o iadê

Adriana Cravo é jornalista nas áreas de arte e design.
Armarinhos Teixeira é artista visual.
Gil Cione é designer de interiores formado na Escola Lourenzo di Medici, em Milão
Rafic Farah é arquiteto, designer, desenhista, roteirista e fotógrafo. É diretor do estúdio de design São Paulo Criação e co-fundador e diretor da Escola da Cidade.
Ruy Ohtake é arquiteto, urbanista e designer. Formado pela FAU-USP Em 1960, tem mais de 300 obras realizadas, é responsável pela arquitetura do Instituto Tomie Ohtake, embaixada do Brasil em Tokio, entre outros.

OFICINAS DE CRIAÇÃO

14h – OBJETO DE ARTE

Carola Trimano
Oficina de criação de objetos de arte tridimensionais a partir de objetos de descarte e pintura.

16h – GRAVURA COM MATERIAIS ALTERNATIVOS E SIMBOLOGIA

Nelson Maldonado é artista visual e professor de gravura no Projeto Transformações no Movimento Imagem no Grajaú na Oficina Cultural Oswald de Andrade.

18h – PINTURA DESDE O INTERIOR DA ALMA

Totoy Zamudio é artista visual chileno, com exposições e prêmios ao redor do mundo. Propõe um pintura sem imagens mentais anteriores como forma de abrir novas possibilidades para a pintura.

20h – FOTO-HACK

Coletivo Garapa, formado por Paul Fehlauer, Leo Caobelli e Rodrigo Marcondes, propõe reinterpretar, ou hackear imagens preexistentes, criando novas narrativas.

7/11 – SÁBADO

15h – COMO NASCE UM ARTISTA? LANÇAMENTO DO TEASER DO FILME HOMÔNIMO E DEBATE

Douglas de Freitas é curador de artes visuais do Museu da Cidade de São Paulo. Premiado em 2013 pela Funarte e selecionado em 2012 na Temporada de Projetos do Paço das Artes na categoria curadoria, atua com frequência como jurado em salões e festivais.
João Correia é especialista e consultor em arte contemporânea para colecionadores e artistas. Foi galerista e fundador do grupo I Know What I Like em Londres, mudando-se para o Brasil em 2012.

17h – PIXO E ARTE CONTEMPORÂNEA

Caligrapixo é o nome e projeto de arte do pichador KMKZ, ativo nas ruas de São Paulo desde 1996. Participou de Made by… Feito por Brasileiros (2014), entre outras mostras.
Djan Ivson é reconhecido no movimento do pixo de São Paulo pelo número, abrangência e dificuldade de realização de suas ações. Promove seminários relacionados à pixação. Foi artista convidado em “Né dans la Rue”, na Fundação Cartier (2009), 29º Bienal de São Paulo (2010) e 7ª Bienal de Berlin (2012).Francisco Rosa é formado em artes visuais pelo Centro Universitário Belas Artes e pesquisa a relação entre pixo e arte contemporânea.

OFICINAS DE CRIAÇÃO

11h – OFICINA Spin Art Robotica em “Eu me chamo Demian Hirst”, com

MUNDO MAKER.
Laboratório que alia tecnologia, arte e mão na massa. Os participantes construirão suas próprias máquinas de spin art motorizadas e com elas produzirão suas próprias obras de arte. A partir de 7 anos.

11h às 19h – ATELIÊ INFANTIL [apoio I-Stick]

Atividades de arte desenvolvidas especialmente para o público infantil pela arte-educadora Solange Sandoval. A partir de 4 anos.

8/11 – DOMINGO

15h – FOTOGRAFIA CONTEMPORÂNEA: LUCAS LENCI E SHEILA OLIVEIRA

Lucas Lenci é fotógrafo com exposições no Brasil e no exterior. Seu livro “Desaudio” foi terceiro colocado no Prix de la Photographie (Paris), finalista do Premio Jabuti (Brasil) e selecionado para o Photo Book Show no Tokyo Institute of Photography.
Sheila Oliveira é fotografa. Vencedora do Prêmio Aquisição Casa do Olhar – Salão de Arte Luiz Sacilotto (2011 e 2014), seus trabalhos integram as coleções do Fotomuseu de Bogotá, Museu UNESP e Fundação Cultural de Beijing.

17h – ARTE E ATIVISMO URBANO

Athos Comolatti é presidente da Associação Parque Minhocão e engenheiro de produção.
Baixo Ribeiro é curador e arquiteto e urbanista pela FAU-USP, fundador da galeria Choque Cultural e do Instituto Choque Cultural, que promove a pesquisa e o desenvolvimento de metodologias educativas através da arte.
Bijari é um centro de criação em artes visuais e multimídia que promove experiências estéticas que questionam e transformam a relação entre pessoas, espaço e sociedade.
Mariana Barros é jornalista e responsável pelo blog Cidades sem Fronteiras. Coautora do livro DNA Paulistano (Publifolha, 2009), criadora do site independente Habite SP e repórter da revista VEJA.

OFICINAS DE CRIAÇÃO

11h às 19h – ATELIÊ INFANTIL [apoio I-Stick]

Atividades de arte desenvolvidas especialmente para o público infantil pela arte-educadora Solange Sandoval. A partir de 4 anos.

Compartilhar: