O esplendor e a miséria da prostituição sob o olhar artístico moderno

Da Olympia de Manet ao Bebedor de Absinto de Degas, com aventuras de Toulouse-Lautrec e Munch em bordéis, passando até mesmo por Picasso, Splendeurs et misères (Esplendores e misérias) é a primeira grande mostra de arte cujo tema é a prostituição.

A exposição ocupa o Musée d’Orsay, na França, até janeiro de 2016 e explora a fascinação de artistas franceses e estrangeiros sobre as pessoas e lugares relacionados à prostituição e o lugar ocupado por esse tema no desenvolvimento da arte moderna, bem como o uso de recursos pictóricos para expressar realidades e fantasias implícitas.

A mostra tem seu foco no período entre 1850 e 1910 e mostra um outro lado da Belle Époque de Paris, fugindo dos estereótipos do Impressionismo. Com pinturas, fotografias, esculturas e outros materiais, a exposição é dividida em 5 partes: Ambiguidade, Bordéis, A prostituição na ordem moral e social, A aristocracia do vício e Prostituição e modernidade.

O tema abordado pela exposição não deixou de gerar polêmicas na França. O crítico de arte Harry Bellet, do jornal Le Monde, disse que “o Musée d’Orsay está se tornando um cinema na década de 1970. Eles costumavam passar difíceis filmes em uma semana e pornografia na outra para maquiar suas perdas”.

Já no site Independent, o crítico Philippe Dagen escreveu: “Todo mundo sabe que os orçamentos culturais têm diminuído constantemente, mas é realmente necessário mostrar mulheres nuas em poses lascivas e homens nus expondo seus órgãos genitais?”.

Diferente do que pensam críticas mais conservadoras, a mostra está longe de ser apenas um mero meio de entretenimento. Além do caráter artístico, há uma abordagem histórica e social de um fenômeno que foi muito relevante nessa transição entre séculos.

Com a troca da vida no campo pela cidade, a população em Paris quase dobrou entre 1850 e 1870, causando mudanças na estrutura social e nos códigos de comportamento. A prostituição, que já era legal, se popularizou e se democratizou. As prostitutas se fundiam com a multidão das ruas de modo que ser tornaram indistinguíveis. Roupas, gestos e o fato de andar sozinha não eram o suficiente para dizer se uma mulher era ou não prostituta. Esses fatores fizeram com que a prostituição estivesse ligada à ideia de modernidade, excitando ainda mais os artistas. O aspecto sexual é inegável, mas não eram suas únicas motivações. A ambiguidade e as identidades fluidas os fascinaram e contribuíram para a subjetividade e para o ar de mistério em seus quadros.

Alguns artistas retratavam o esplendor da prostituição de luxo, outros a miséria de mulheres que viam esse como o único meio de sobrevivência. Mas é praticamente impossível pensar na obra de Toulouse-Lautrec sem que venha à mente retratos de prostitutas, ou imaginar Picasso sem Les demoiselles d’Avignon. Fosse por motivações políticas, fantasias pessoais ou mera curiosidade, o tema foi capturado por praticamente todos os grandes artistas daquela época. Uma mostra com essas proporções é uma maneira de buscar compreender um fenômeno relevante para a história e para o desenvolvimento da arte moderna.

Compartilhar:
Notícias - 24/04/2018

Inscrições para o 6º Prêmio FOCO Bradesco ArtRio estão abertas

Destinado a artistas brasileiros, com até 15 anos de carreira, a premiação quer estimular e reconhecer a produção artística contemporânea …

Notícias - 05/03/2016

SIM Galeria e Delson Uchôa ganham destaque internacional

o site ARTSY andou pelos corredores dos dois piers da The Armory Show 2016 em Nova Iorque que este ano …

Notícias - 08/11/2017

A dama da contracultura: Morre Amelia Toledo aos 90 anos em São Paulo

A artista Amelia Toledo nos deixou esta noite aos 90 anos de idade.

Conhecida por investigar as potencialidades de diferentes materiais …

Notícias - 08/08/2017

Marcantonio Vilaça premia artistas e curadores em noite especial

Acontece nesta semana, a premiação e o evento de abertura da 6ª edição do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça …

Notícias - 02/08/2018

Usuários do Twitter recriam pinturas famosas com sanduíches

Recentemente, os usuários do Twitter, na Alemanha, começaram a fazer sanduíches que se parecem com pinturas de artistas famosos.

A ação …

Notícias - 14/05/2015

João Turin no MNBA

Depois de ter batido recorde de visitação no período em que esteve no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, onde recebeu …

Notícias - 27/10/2016

Feiras de Arte em imagens: ArtBO, Paris Photo e Accessible Art Fair

ARTBO Feira Internacional de arte de Bogotá 2016

A décima segunda edição da ArtBO traz 74 galerias internacionais para Bogotá, na …

Notícias - 25/02/2015

Conheça os cursos livres da EAV Parque Lage em 2015

Cursos teóricos com leitura de textos e imagens, e análise de projetos em: Teorias da arte, Abstracionismo, Arte brasileira, Arte …

Notícias - 24/09/2015

Encontrado um novo Rembrandt?

Uma pintura catalogada simplesmente como ” Oil on Board, Triple Portrait with Lady Fainting” foi vendido no dia 22 de …

Notícias - 18/07/2017

Obras-primas do Louvre são danificadas após tempestade

Pinturas de Poussin e Jean-François de Troy foram danificadas durante uma grande tempestade que atingiu a capital francesa na última …

Notícias - 08/06/2017

Coleção dos Rockefeller's será leiloado pela Christie's em 2018

A Christie’s está a frente da coleção pessoal de Peggy e David Rockefeller, e venderá em uma série de leilõs …

Notícias - 14/05/2015

Arte Presente – O Presente é a Realidade

A primeira edição do evento ARTE PRESENTE focada em Performance recebe a artista carioca Celina Portella para uma conversa informal …