Marc Quinn vai coletar duas toneladas de sangue de refugiados para nova obra de arte

O artista britânico Marc Quinn pretende extrair sangue de pelo menos 5 mil pessoas para sua nova instalação, a “Odyssey”, que será exibida em frente à Biblioteca Pública de Nova York no próximo outono americano. A peça, que visa aumentar a conscientização sobre a atual crise global de refugiados, contará com duas toneladas de sangue congelado dividido em um par de cubos. Uma tonelada será tirada dos refugiados e a outra de não-refugiados, incluindo celebridades como Kate Moss, Jude Law, Anna Wintour e Paul McCartney.

“A crise global de refugiados é uma das maiores tragédias humanitárias que temos visto”, disse Quinn, que concebeu o artigo há três anos, em um comunicado. “A ideia para Odyssey começou com a simples verdade de que meu sangue e seu sangue são os mesmos; sob a pele somos todos iguais. O objetivo final da “Odyssey” – através da exibição e compartilhamento de nossa humanidade comum – é criar uma obra de arte que seja social, tenha um impacto duradouro e aumente a conscientização e os recursos para os refugiados. Acredito fortemente não só que o mundo se lembre através da arte, mas também que a arte possa mudar o mundo”.

Uma renderização do Odyssey de Marc Quinn abrigado em seu pavilhão projetado por Norman Foster do lado de fora da Biblioteca Pública de Nova York. Imagem cortesia do estúdio Marc Quinn / Human Love Worldwide / Fundação Norman Foster.

Uma renderização do Odyssey de Marc Quinn abrigado em seu pavilhão projetado por Norman Foster do lado de fora da Biblioteca Pública de Nova York. Imagem cortesia do estúdio Marc Quinn / Human Love Worldwide / Fundação Norman Foster.

Quinn planeja arrecadar US$ 30 milhões para beneficiar organizações de apoio a refugiados com a arte pública sem fins lucrativos por meio de captação de recursos e vendas de arte. A propósito do seu nome, a “Odyssey” fará uma turnê internacional após sua estréia em Nova York – o artista considera a primeira escultura migratória do mundo. Antes do transporte, cada cubo será descongelado e recongelado em unidades menores, a fim de evitar danos e remontado após a sua chegada.

O projeto também incluirá um componente de vídeo, com voluntários que contribuem com seu sangue, tendo a oportunidade de contar suas próprias histórias pessoais ou razões para participar. Um filme com legendas retirado desta filmagem acompanhará a exibição das esculturas, mensagens edificantes de celebridades justapostas com histórias de pessoas forçadas a fugir de suas casas.

No total, o projeto colaborativo envolverá pelo menos 5.000 voluntários, metade dos quais serão refugiados reassentados de todo o mundo. As duas esculturas de cubo serão idênticas, sem indicação de qual é qual, ressaltando a maneira como estamos todos conectados. O sangue congelado será exibido em unidades de refrigeração sob medida em um pavilhão projetado pelo arquiteto britânico Norman Foster.

“Estamos no meio de uma crise global: mais de 65 milhões de pessoas deslocadas após terem sido negadas a oportunidade de criar vidas para si mesmas em seus países de origem”, disse o presidente da Biblioteca Pública de Nova York, Anthony W. Marx, em um comunicado. “É importante chamar a atenção para essa questão aqui em Nova York, uma cidade construída por ondas de imigrantes.”

Quinn começará a extrair sangue para o projeto em janeiro, instalando vários pequenos laboratórios ao redor do mundo. Conforme relatado pelo The Guardian, o artista trabalhou em estreita colaboração com os conselhos de ética médica e uma equipe jurídica para garantir que os laboratórios atendam aos padrões profissionais. Ele também espera obter permissão para realizar testes de DNA nas amostras de sangue, para criar mapas de migração rastreando as origens dos participantes do projeto.

Veja o vídeo do projeto:

Fonte: ArtNet

Compartilhar:
Notícias - 21/09/2015

MAM realiza a V Semana Cultural Sinais na Arte

Pioneiro no processo de acessibilidade do público surdo aos museus e instituições culturais, o Museu de Arte Moderna de São …

Notícias - 11/11/2015

Quadro Modigliani é vendido por US$170,4 milhões em Nova York

Um novo recorde aconteceu na noite de segunda-feira quando “Nu reclinado” (1917-1918), obra de Amadeo Modigliani, foi vendida por 170,4 …

Notas - 26/11/2015

Ateliê Galeria Priscila Mainieri realiza oficina de graffiti e atividades para crianças

No mês de dezembro, aproveitando o início da férias escolares, o Ateliê Galeria Priscila Mainieri inclui na sua programação cultural …

Notícias - 28/04/2017

Incrições abertas para 5ª edição da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS

O Instituto Moreira Salles anuncia a 5ª edição da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS, reforçando sua aproximação com a produção fotográfica …

Notícias - 11/03/2016

Artistas brasileiros em alta no exterior por Redação

Em reportagem produzida pela jornalista Cecília Malan e exibida pelo Jornal da Globo, foi apurado que em 2015, ajudado pela …

Notícias - 18/01/2018

Google faz sucesso com seu app megaviral Face-Matching Art

“Googling yourself” assumiu um novo significado neste fim de semana. Isso porque um novo aplicativo do Google que combina seu …

Notícias - 25/06/2015

Entre a matéria e a não-matéria

Em 1958, Yves Klein abriu uma exposição em que deixou a Galeria Íris Clert, em Paris, completamente vazia. A mostra, …

Notícias - 16/02/2017

Pintura rara de Picasso vai a venda na Austrália

Uma das três coleções mais valiosas e abrangentes do mundo de provas originais de corte de linóleo de Picasso está …

Notícias - 30/08/2016

Bicentenário da chegada da Missão Artística Francesa

Com curadoria de Maria Eduarda Marques e Max Perlingeiro, a mostra “A Missão Artística Francesa e seus discípulos” na Pinakotheke …

Notícias - 30/05/2018

Homem bêbado ataca uma das pinturas mais celebradas em museu de Moscou

Uma das pinturas mais famosas da Rússia foi danificada na sexta-feira em Moscou, quando um visitante embriagado na Galeria Tretyakov …

Notícias - 04/04/2017

Especial SP-Arte - Nota 11: Ação inédita e interativa da revista Dasartes, permite ao público a escolha da capa de sua edição de Abril (Sp-Arte)

QUAL É A SUA CAPA DASARTES PREFERIDA?

A Revista Dasartes e a SP-Arte perguntam ao seu público, leitores, visitantes e seguidores, …

Notícias - 19/04/2018

Artistas reivindicam galeria de arte de Los Angeles por não pagaram por obras vendidas

Nova atualização 27.04.2018 – Após reclamações de contratos quebrados e cheques devolvidos, a galeria CB1 fechará. A Galeria de Los Angeles …