IDA apresenta as galerias que participam da edição 2015 do evento

© Divulgação

Em setembro, acontece no Rio de Janeiro o principal evento de design art do país. A IDA – Feira de Design do Rio vai reunir no Píer Mauá, entre os dias 09 e 13, designers e galerias que mais se destacam na cena atual. Todas as peças selecionadas para participar da IDA seguem o critério de serem únicas ou de série limitada.

As galerias participantes da IDA foram analisadas e selecionadas por comitê de seleção composto por Zanini de Zanine, pela professora de Design da USP Maria Cecília Loschiavo, e pelos galeristas Alberto Vicente (Mercado Moderno), Elahe Beigi (Projeto D) e Sérgio Campos (Artemobília Galeria).

Estão confirmadas as participações de:

• Amma Store — São Paulo, Brasil
• Artemobília Galeria — São Paulo, Brasil
• Associação Brasileira dos produtores de Mogno Africano — Belo Horizonte, Brasil
• Bolsa de Arte — Rio de Janeiro, Brasil
• Espaço 670 — Belo Horizonte, Brasil
• Atelier Hugo França — São Paulo, Brasil
• Estúdio Ignez Ferraz — Rio de Janeiro, Brasil
• Galeria TOG – São Paulo, Brasil
• Legado Arte — São Paulo, Brasil
• Maneco Quinderé — Rio de Janeiro, Brasil
• Marcos Teldeschi Arte e Design — Rio de Janeiro, Brasil
• Mercado Moderno — Rio de Janeiro, Brasil
• Novo Ambiente — Rio de Janeiro, Brasil
• Novo Desenho — Rio de Janeiro, Brasil
• Pé Palito — Belo Horizonte, Brasil
• Projeto D — Rio de Janeiro, Brasil
• Joia Brasil
• Instalação de Alê Jordão

Também está confirmada a presença da Editora Olhares, especializada em livros de design.

Além da presença das galerias, a IDA contará com ciclo de palestras e debates. A curadoria desta ação é de Daniel Kraichete, membro do Conselho Curatorial de Design do Museu de Arte Moderna – MAM.

Uma exposição vai trazer as mais importantes criações do reverenciado Zanine Caldas, conhecido como Mestre da Madeira. Autor de diversos projetos tendo a madeira como matéria prima principal, aliando design e uma total interação com a natureza e com o cenário, Zanine fundou na década de 80 o Centro de Desenvolvimento das Aplicações da Madeira – DAM, um núcleo de estímulo à pesquisa sobre a utilização de madeiras brasileiras na construção civil, com foco regularizar o emprego da matéria e evitar a destruição das florestas do país.

A IDA vai acontecer no Pavilhão 4 do Píer Mauá. A feira vem reforçar um mercado que cresce anualmente, e que tem o Brasil como um dos reconhecidos polos criativos. Além da presença de galerias com foco em mobiliário, o evento vai também apresentar novos conceitos em iluminação e a forte influência da luz na concepção dos ambientes.

Todas as criações apresentadas na IDA revelam, além de suas funções utilitárias, o traço marcante de seus autores, a utilização de materiais diferenciados e um processo de desenvolvimento onde cada peça e matéria prima são definidas não apenas pelo senso estético mas por sua relevância dentro do projeto como um todo.

A IDA acontece no Rio de Janeiro no mesmo período em que a ArtRio, fomentando um calendário artístico e cultural com importante eventos e ações ligadas à Arte.

A realização da IDA é da BEX Produções, dos sócios Brenda Valansi, Elisangela Valadares, Luiz Calainho e Alexandre Accioly também responsáveis pela criação e realização da ArtRio.

“O design art é um segmento que cresce muito no mundo inteiro e o Brasil é um grande celeiro criativo nesta
área. As peças hoje tem valor não apenas por sua função fim mas pela decisão da matéria prima a ser empregada, como ela se comporta frente a outras peças num mesmo ambiente. Como ela valoriza o espaço seja por seu desenho, originalidade e manufatura. Falamos no impacto da peça frente a sua usabilidade. A IDA vem exatamente valorizar esse segmento e mostrar suas nuances”, indica Brenda Valansi.

Objetivos da IDA:

• Reforçar o Rio de Janeiro como destino mundial para o mercado de arte e design no mês de setembro;
• Ampliar o calendário de arte no Brasil estimulando a realização de novos eventos de qualidade e excelência;
• Reforçar a união e relação de Arte e Design;
• Estimular um novo público consumidor de design art, promovendo acessibilidade a galerias e designers;
• Ampliar a visibilidade do design brasileiro para o mercado internacional e também possibilitar a exposição de novos nomes estrangeiros;
• Amplificar o conceito do design art, possibilitando maior acesso do público;
• Apresentar as últimas tendências ao grande público;
• Ser um catalizador de oportunidades para profissionais, galerias e estúdios de design.

Compartilhar: