Ícone da Arte Povera, Jannis Kounellis morre aos 80 anos na Itália

Kounellis morreu no dia 16 de fevereiro no hospital Villa Mafalda em Roma, de acordo com o Ministério do Patrimônio Cultural e Atividades e Turismo da Itália. Embora nascido na Grécia, Kounellis passou a maior parte de sua vida na capital italiana, onde trabalhou com artistas de vanguarda e recebeu sua primeira exposição individual em 1960.

Um titã do movimento Arte Povera, que empregava materiais comuns ou cotidianos, Kounellis é Acreditado com uso inventivo e lúdico de uma diversidade de objetos – tudo, desde sacos de juta até uma dúzia de cavalos vivos. A re-encenação do famoso trabalho baseado em equinos de Kounellis pela empresa de Gavin Brown em Nova York em 2015 atraiu elogios e controvérsias à medida que os cavalos vivos atraíam grandes multidões para o espaço da galeria.

Kounellis recebeu numerosas exposições importantes do museu durante todo o curso de sua vida, incluindo o Tate Modern em Londres, e seu trabalho fez também aparências regulares na Bienal de Veneza. No texto da galeria para uma exposição de 1987, Kounellis escreveu sobre sua obra: “Vi a santidade dos objetos cotidianos”.

Em breve, a Dasartes republicará a entrevista exclusiva feita com o artista para sua edição de estréia. Aguardem.

Compartilhar: