Grupo ativista quer esculpir uma escultura de gelo de Donald Trump

O grupo ativista finlandês Melting Ice espera esculpir uma escultura de gelo de 35 metros de altura de Donald Trump em uma geleira ártica que está derretendo devido à mudança climática global para chamar a atenção ao aquecimento global. Chamado de “Projeto Trumpmore” depois do monumento em Dakota do Sul, o grupo agora está arrecadando os US$ 475.000 necessários para os artistas conseguirem esculpir, possivelmente na Groenlândia.

O grupo diz que o “Projeto Trumpmore” – uma peça do monumento presidencial americano Mount Rushmore, no estado de Dakota do Sul – precisa de cerca de 400 mil euros para ser criado, e planeja começar a levantar o dinheiro em vários sites de crowdfunding.

Ao contrário da maioria dos outros líderes mundiais e da vasta maioria do mundo científico, Trump disse duvidar que a mudança climática seja devida a humanos, e sugeriu que a ocorrência meteorológica é parte de uma conspiração chinesa.

O presidente dos EUA também decidiu infamante não assinar o acordo climático de Paris, o acordo da ONU que visa manter um aumento da temperatura global abaixo de dois graus Celsius durante este século.

Nicolas Prieto, presidente da Melting Ice , diz que o grupo quer que a escultura gere conversas sobre o tema da mudança climática global.

“Não queremos simplesmente construir um monumento, queremos que o projeto seja maior e levante o tema da mudança climática em uma escala mais ampla, para que as pessoas falem mais sobre a mudança climática”, diz ele.

“O aquecimento global é uma das questões e tópicos mais importantes de hoje. Ainda há pessoas que ponderam se é um problema real. Queremos construir o monumento para todos nós, para que possamos ver quanto tempo a escultura dura antes de derreter. Muitas vezes as pessoas só acreditam em algo quando o vêem com os próprios olhos “, explica Prieto.

Compartilhar: