Entrevista com Jacopo Crivelli, curador da Bienal de Cuenca

ENTREVISTA COM JACOPO CRIVELLI, CURADOR DA BIENAL DE
CUENCA

 

Quais as mudanças que vê na bienal ao longo dos anos?

É uma bienal que está amadurecendo, concretamente nas últimas 3-4 edições ficou muito claro um esforço da instituição no sentido de tornar mais profissionais todos os processos, e deixar uma autonomia maior aos curadores. Com isso, o formato, que antes era de participações organizadas por cada país sem qualquer nexo entre elas, tornou-se agora muito mais coerente, com todos os artistas escolhidos pelo mesmo curador ou grupo de curadores.

 

Quais artistas mais chamaram atenção dos visitantes e porque?

De maneira muito consciente, não fizemos uma bienal que buscasse ser espetacular, com grandes instalações. Apesar disso, algumas obras foram sucessos do primeiro ao último dia. Citaria aqui, por exemplo, a obra interativa de Rivane Neuenschwander, na qual as pessoas são convidadas a escrever num grande mural, e instalação de Manuela Ribadeneira, com mais de 50 instrumentos de navegação, instalada numa das maravilhosas cúpulas do colégio Benigno Malo.

 

Como os artistas convidados se relacionam com a própria América do Sul em suas produções? Poderia citar alguns trabalhos ou características?

A ideia de “América do Sul” em si não estava em pauta de maneira direta, mas várias das obras incluídas na exposição lidavam com a questão da colonização e com a maneira como tradições e culturas ancestrais se fundem com a cultura contemporânea. De maneiras muito distintas, e por isso mesmo complementares, lidaram com isso artistas como Runo Lagomarsino, Sara VanDerBeek e Jorge Satorre, entre outros. A obra que ganhou o grande prêmio da Bienal, da equatoriana Saskia Calderón, também tinha essas questões em seu cerne.

 

Poderia indicar artistas ou obras que mais tenha apreciado nesta edição da bienal?

Diria que o nível geral da exposição foi realmente muito alto, estou muito satisfeito com isso. Se tivesse que nomear algo realmente se sobressaiu, não seria um único artista, mas o conjunto da produção local que conseguimos montar, e que compreendia desde obras históricas como as produzidas por Mauricio Bueno nos anos 1970, até artistas já consagrados Internacionalmente como Manuela Ribadeneira e a dupla Victor Costales e Julia Rometti, até jovens como Saskia Calderón, Adrian Balseca, Juan Pablo Ordóñez e José-Hidalgo Anastácio, que no conjunto formaram, na minha maneira de ver, um grupo extremamente interessante, e de fato chamou bastante a atenção dos visitantes internacional.

 

Outras matérias estão na edição 35 da Revista Dasartes, já nas bancas.

Compartilhar:
Notícias - 13/08/2014

Caixa abre edital para selecionar trabalhos de novos artistas

Para quem está iniciando sua labuta no mundo das artes, uma ótima notícia. A Caixa Econômica Federal abriu inscrições para …

Notícias - 23/02/2017

Ícone da Arte Povera, Jannis Kounellis morre aos 80 anos na Itália

Kounellis morreu no dia 16 de fevereiro no hospital Villa Mafalda em Roma, de acordo com o Ministério do Patrimônio …

Notícias - 26/07/2018

Central Park terá a primeira escultura representando mulheres reais

Em 2020, o Central Park instalará sua primeira escultura representando mulheres reais.

Se isso soa estranho, vamos dar uma olhada no …

Notícias - 03/08/2017

Sotheby's divulga resultados e aumento da confiança na recuperação do mercado de arte

Devido às despesas decorridas por vários investimentos em seu crescimento, a Sotheby’s viu o seu lucro líquido diminuir em 14% para …

Notícias - 11/05/2016

François Morellet morre aos 90 anos

Atualmente com a mostra “A Regra do jogo” em cartaz na Dan Galeria em São Paulo até 31 de maio, …

Notas - 06/07/2015

Ilustração de João Teófilo repensa a história do Brasil

Inspirada na pintura Tiradentes esquartejado, de Pedro Américo, a capa da Revista de História da Biblioteca Nacional de julho traz …

Notícias - 22/03/2018

Política, sexualidade e expoente feminino predominam em lista de artistas da Bienal de São Paulo

Conheça agora a primeira lista de artistas para os projetos individuais, selecionados pelo curador Gabriel Pérez-Barreiro, para a 33ª edição da …

Notícias - 01/06/2017

Marchand americano é condenado a prisão

O negociante de arte, Perry Rubenstein, foi condenado a seis meses de prisão depois de não ter contestado duas acusações …

Notícias - 18/08/2016

Estréia Art Weekend São Paulo

O Projeto Latitude – voltado à internacionalização do mercado brasileiro de arte contemporânea e realizado por meio de uma parceria …

Notícias - 23/01/2015

MAC de Niterói debate Direitos Autorais nas Artes Plásticas

O primeiro “Museu Fórum” do ano vai debater um assunto que está muito em pauta: Direitos Autorais nas Artes Plásticas. …

Notícias - 11/05/2016

Ai weiwei prepara seu primeiro longa-metragem

O artista e ativista chinês Ai Weiwei está filmando seu primeiro filme de longa-metragem, um documentário sobre refugiados.

O artista visitou …

Notícias - 21/12/2015

Incêndio atinge o Museu da Língua Portuguesa

Um incêndio de grandes proporões atingiu o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, na tarde de segunda-feira, 21 de …