Chapel Art Show comemora 50 anos e homenageia German Lorca

O Chapel Art Show comemora 50 anos de história traduzindo a trajetória da arte brasileira por meio de obras como pinturas, desenhos, gravuras, fotografias e esculturas assinadas por grandes nomes da cena nacional, unidos pelo melhor dos objetivos: educar e disseminar um novo olhar para a arte com um viés social, já que os lucros de venda são direcionados a entidades beneficentes.

Com curadoria de Adriana Rede, a mostra acontece entre os dias 20 e 25 de outubro, na Chapel School, e é aberta ao público, com uma ampla programação cultural e mais de 140 artistas confirmados no espaço expositivo, com nomes como Cassio Vasconcellos, Alex Cerveny, Eduardo Srur, Marcelo Solá, Dan Fialdini, Fabio Cardoso, Saint Claire Cemin, entre outros. As obras disponibilizadas para comercialização vão de R$ 400,00 a R$ 160.000,00.

A cada edição, o evento presta homenagem a um grande artista do cenário brasileiro. Em edições anteriores, nomes como Nelson Leirner, Claudio Tozzi, Antonio Henrique Amaral, Regina Silveira, Tomie Ohtake e Alfredo Volpi foram homenageados. Em 2017, os holofotes estão voltados para o fotógrafo German Lorca que, aos 95 anos, está ativo na arte de transformar o cotidiano em leveza e poesia por meio de suas lentes, trabalho que realiza há 70 anos.

Serão expostas 75 fotografias do artista, algumas feitas pelo antigo método de impressão em sais de prata. Parte delas são raríssimas, peças únicas, impressas pelo próprio Lorca em estúdio, cujos negativos não existem mais. Também estarão disponíveis obras do período em que o artista se envolveu com a arte concreta junto com o amigo Geraldo de Barros, um dos pioneiros do concretismo brasileiro.

Destaque para o trabalho “Mão na Porta”, de 1976, que foi feito na Espanha e será exposto pela primeira vez. Para completar, obras da série “Sombras”, feitas há pouco tempo, quando Lorca tinha 93 anos, usando as sombras da própria janela, enquanto estava em recuperação em casa. Há ainda itens da mesma tiragem pertencentes à coleção do MOMA e obras coloridas produzidas em anos recentes.

O Chapel Art Show é composto por trabalhos enviados em consignação pelos artistas participantes pelo período da mostra, que doam parte do valor da venda ao evento, que reverte esse lucro para entidades beneficentes que a Chapel School apoia.

A exposição conta com obras de artistas que expõem pela primeira vez no evento, como Athos Bulcão, Betina Samaia, Fabio Cardoso, Lucas Lenci, Sérvulo Esmeraldo e Almandrade.

Para completar, o Chapel Art Show promove uma programação de atividades e ações especiais e educativas voltadas aos alunos e visitantes, propondo reflexão e prática sobre as artes visuais. Destaque para o talk com o homenageado, palestras sobre arte, visitas guiadas em português e inglês, além de oficinas para pais e filhos no fim de semana.

“O intuito da Chapel School sempre foi a busca pela construção de um ambiente acessível à arte em todos os aspectos. Assim como o museu, a escola é um espaço privilegiado de fruição e aprendizagem. Estendemos isso para o Chapel Art Show: democratizamos a cultura, e trazemos a arte para o cotidiano em forma de experiência. Com isso, conseguimos atingir, além dos colecionadores, pessoas que não necessariamente são frequentadoras do circuito tradicional das galerias e o olhar desse público vai se aprimorando a cada ano”, disse a curadora Adriana Rede.

O evento nasceu em 1967 pela iniciativa de um grupo de mães voluntárias de realizar uma mostra de arte para arrecadar recursos para a biblioteca do colégio. Com o tempo, a exposição adquiriu importância no cenário cultural da cidade de São Paulo. Enquanto a primeira edição teve a participação de apenas dezesseis pintores, em edições recentes, os artistas passaram de uma centena, com a apresentação de mais de mil obras, além da circulação de cerca de duas mil pessoas ao longo da semana em que o evento se realiza. Além da comunidade do colégio e da presença dos artistas, são convidados colecionadores e profissionais com atuação expressiva no mercado de arte.

Para completar, esta edição traz o lançamento do Chapel Art Collection Book, por conta das comemorações dos 50 anos do Chapel Art Show e 70 anos da Chapel School. A publicação nasceu a partir da catalogação do acervo de obras de arte que a escola desenvolveu ao longo dos anos, por meio de doações de artistas para o desfrute dos alunos e comunidade ligada à Chapel School.

Na terça-feira, 24 de outubro, às 20h30, a mostra trará um talk com o artista homenageado German Lorca e mediação do crítico de fotografia Rubens Fernandes jr.

Compartilhar: