Carlos Vergara

Como se dá seu processo criativo?

Não tem regra. É trabalho. Na verdade, estou sempre em torno de um assunto, às vezes algo que me chamou atenção, como aconteceu com a explosão do presídio Frei Caneca. Um dia, vi a notícia no jornal e resolvi filmar e daí veio uma exposição inteira. Também sou um artista viajante, não como turismo, mas como imersão em algo que não conheço para ver o que me “bate” ali. Assim foram minhas duas viagens à Capadócia. É um tipo de lazer produtivo, de onde normalmente produzo trabalhos mais “portáteis”, como os lenços e monotipias. Nem sempre trabalho todos os dias, mas estou sempre aqui lendo, vendo e revendo coisas para me animar. Presto muita atenção no trabalho dos outros também, alimento-me de jovens e velhos artistas. Acho que uma das funções da arte é mostrar o invisível do visível, então estou sempre de olhos abertos, vendo e pensando em produzir. O método não existe.

Como se dá a organização de seu ateliê?

Vai tomando formas diferentes a cada etapa de meu trabalho. Como gosto de trabalhar com coisas grandes, preciso de espaço, e como trabalho com pigmentos naturais, uma pintura muito úmida, também pinto do lado de fora. Gosto de ter os trabalhos à vista, pois ideia puxa ideia e o próprio trabalho me indica caminhos novos. Então, o ateliê é organizado em duas áreas: uma onde vejo as coisas prontas e outra de produção, de onde só saem os trabalhos que aceitei. O ateliê é um pouco playground, um lugar de experimentação. Como passo a maior parte do tempo aqui, não pode ser só área de trabalho. A cozinha é importante, adoro cozinhar. Também é um lugar onde passa gente, quem trabalha comigo e quem eu gosto de convidar a visitar. Tem que ser um lugar vivo.

Seu ateliê está em fase de expansão. Quais os planos para o novo espaço que está sendo criado?

Eu preciso de uma área de estocagem profissional para as coisas que não quero vender, trabalhos que “tombei” e gosto de ver de vez em quando, coisas que quero proteger e permitir serem vistas e usadas por outros. Também tenho uma biblioteca grande e muita coisa fotográfica, pois trabalho com fotografia desde os anos 1960 e, da forma como esse material vem sendo armazenado, é um milagre que tenha sobrevivido até aqui. A expansão é a criação de uma reserva técnica profissional.

E a rotina do ateliê?

Sou uma pessoa matinal, venho para cá cedo e, quando começa a cair a luz, vou-me embora. Trabalho só com um assistente, além de uma pessoa administrativa e minha auxiliar de cozinha.

Quais os maiores obstáculos na elaboração de suas obras?

Não são bem obstáculos. A arte caminha para frente com o que a gente não sabe. Quando se inventa um trabalho complicado, essa complicação é um motor, pois ela faz com que você tenha que inventar sua própria solução. Cada discurso cria sua própria linguagem. Eu não tenho obstáculos, tenho as dificuldades que todo artista tem em produzir alguma coisa que, primeiro, me surpreenda; segundo, que me satisfaça; terceiro, que satisfaça meus pares – pessoas que conhecem arte; e, por último, algo que valha a pena dividir com os outros.

Compartilhar:
Notícias - 03/07/2015

Leilão de arte de James Lisboa teve disputas acirradas

Nos dias 29 e 30 de junho aconteceu o leilão de arte de James Lisboa.

No primeiro dia 131 lotes foram …

Notícias - 07/01/2015

Conheça os novos artistas selecionados para a Residência Artística do Red Bull Station

Os seis artistas que ocuparão os ateliês da 10a edição da Residência Artística do Red Bull Station, sob curadoria de …

Notas - 03/09/2015

Governo de São Paulo distribui nova tiragem do Passaporte dos Museus no dia 05/09

Se você ainda não sabe o que vai fazer no feriadão do Dia da Independência, aqui vai uma dica: no …

Notas - 28/07/2016

Museu Bispo do Rosário abre inscrições para a convocatória da CASA B RESIDÊNCIA ARTISTICA

Ministério da Cultura, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Saúde e Funarte apresentam Casa B – …

Notícias - 19/04/2018

Artistas reivindicam galeria de arte de Los Angeles por não pagaram por obras vendidas

Nova atualização 27.04.2018 – Após reclamações de contratos quebrados e cheques devolvidos, a galeria CB1 fechará. A Galeria de Los Angeles …

Notícias - 18/08/2016

Vencedores ​do Prêmio Mundie de Fotografia

Selecionados entre quase 350 fotógrafos de 21 estados, os vencedores do Prêmio Mundie de Fotografia terão suas obras expostas na …

Notícias - 14/05/2015

ArtRio realiza evento integrando galerias

O Rio de Janeiro recebe em maio a segunda edição do CIGA – Circuito Integrado das Galerias de Arte. Entre …

Notícias - 24/01/2019

Paralisação nos EUA coloca grande exposição de Tintoretto na National Gallery of Art em risco

O desfile de primavera da National Gallery of Art pode se tornar a mais recente vítima da paralisação parcial do …

Notícias - 20/01/2015

Bolsa de Arte realiza captação de obras para leilão em março2

A Bolsa de Arte está realizando a captação de obras para o próximo leilão em março. Contato no Rio de Janeiro: …

Notícias - 21/05/2014

Coleção inusitada de Sylvio Perlstein

O carioca de origem belga Sylvio Perlstein tem uma fração de suas aproximadamente 1 000 obras apresentadas ao público no MAM …

Notícias - 31/10/2018

MASP comemora 50 anos do edifício icônico de Lina Bo Bardi com seminário internacional

Na década de 1960, a grande novidade na paisagem da avenida Paulista foi a construção do MASP, projeto da arquiteta …

Notícias - 30/03/2017

Especial SP-Arte - Nota 5: Estreiante na SP-Arte, Aura Arte abre nova galeria em São Paulo

A Galeria Aura Arte, que abrirá suas portas hoje em São Paulo, fará sua estreia na SP-Arte. Criada em 2015, …