Caminhando com Gabriela Machado

Exposição: Monotipias – Phoenix de Gabriela Machado

“Sou o que costumo chamar de uma artista peregrina: caminhando eu faço as minhas escolhas, tanto na vida como na obra. Meu trabalho é um processo que se alimenta do próprio processo. Ao final, vejo que tudo se completa, todas as obras interagem, se entrelaçam, dialogam entre si”, diz Gabriela Machado, que, paralelamente à mostra da Mul.ti.plo, também estará expondo no MAM, mostrando, em uma única mesa, uma instalação com esculturas em vários materiais, como porcelana e gesso, produção dos últimos três anos. “No fundo, as duas exposições pulsam de forma semelhante”, completa.

Na galeria Mul.ti.plo Espaço Arte estarão 20 monotipias realizadas em 2011, mas ainda inéditas (realizadas durante uma residência no Studio Armstrong and PriorInc, em Phoenix, no Arizona, com o auxílio do gravador John Armstrong), além de um díptico e dois polípticos. Todos criados, como sempre, no chão. Gabriela prefere assim: “Não consigo trabalhar na vertical. Parece que aquele espaço branco de frente, antes de ser preenchido, necessita de uma hierarquia. No chão, eu simplesmente ‘ataco’”, diz a artista. Assim surgem as “naturezas-mortas em ação”, como o crítico Ronaldo Brito certa vez se referiu à sua obra.

Gabriela Machado não se considera uma colorista. “A cor não vem para construir o trabalho, é um ‘utensílio’, está a serviço de toda a imagem”, diz. Assim, os muitos tons de verde, os azuis, roxos, os cítricos e principalmente as muitas nuances de vermelhos, amarelos e laranjas que explodem na tela ou no papel são pesados ou leves, mas sempre pontuados pelo vigor de sua pincelada. Movimentos verticais, horizontais, circulares, contínuos. Como escreveu o crítico Paulo Venâncio Filho “a artista pinta pinceladas, isolando uma ação e repetindo-a várias vezes (…). A gestualidade é, ao mesmo tempo, contida e extrema. Contida porque não se expande além de um só gesto, e extrema porque coloca tudo nesse gesto, ampliando-o ao máximo. O contato do pincel com a tela é intenso, realizado em um movimento contínuo.”

Para Gabriela, a obra começa pelo interesse nas formas e na maneira “desobediente” como essa forma toma corpo através do pincel e se torna orgânica – como uma figura que quer se construir, sem sucesso. Então a cena vai acontecendo, um movimento, uma cor. “Um exercício de tirar do espaço do olhar e inserir no plano”, como diz a artista na entrevista que integra o livro ARTE BRA-Gabriela Machado, nona edição da coleção da editora Automatica, que já focalizou a obra de Barrão, Luiz Zerbini, Raul Mourão e Marcos Chaves, entre outros, e será lançado durante as mostras.

Compartilhar:
Notícias - 14/05/2015

Circuito de galerias agita o Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro recebe em maio a segunda edição do CIGA – Circuito Integrado das Galerias de Arte. Entre …

Notícias - 22/02/2018

Virginia Woolf era uma fotógrafa ávida e agora você pode ver seu trabalho on-line

Para um vislumbre da vida de uma das mulheres femininas mais célebres, não procure mais do que a Harvard Library, …

Notícias - 22/09/2016

Tate de Londres adquire obra de primeira artista mulher

O Museu Tate de Londres http://www.cialisgeneriquefr24.com/ anunciou a aquisição de obra de uma das primeiras artistas mulheres. A pintura rara, …

Notícias - 12/11/2018

O hospício de utopias falidas de Luis Camnitzer

No Museo Reina Sofía, o artista Luis Camnitzer empilhou uma grade de 80 blocos e envolveu-os em gaze marrom. Com …

Notícias - 23/03/2017

ArtBasel Hong Kong em imagens incríveis

A Art Basel Hong Kong abre nesta quinta-feira a sua quinta edição, na qual Marc Spiegler, Diretor Global da Art …

Notícias - 30/11/2016

Vivian Caccuri e Carla Chaim nominadas ao Future Generation Art Prize

As artistas brasileiras Carla Chaim e Vivian Caccuri estão entre os finalistas para o 4o prêmio de arte Future Generation. …

Notícias - 16/04/2017

Phillips passa a investir no mercado brasileiro

Uma das maiores casas de leilão do mundo, a antiga Phillips de Pury, está entrando com força no Brasil. Uma …

Notas - 27/08/2015

Rodrigo Andrian expõe na França obras de sua série "Pássaros Brasileiros"

Na próxima semana, acontece a exposição Art to the World, na Galerie d l’Echarpe, em Toulouse, França. Com curadoria de …

Notícias - 14/05/2015

João Turin no MNBA

Depois de ter batido recorde de visitação no período em que esteve no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, onde recebeu …

Notícias - 25/10/2017

Prêmio Videobrasil

A cerimônia de premiação do 20º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil foi realizada na noite de 8 de outubro. Além …

Notícias - 29/05/2018

Depois de toda polêmica, Jeff Koons não instalará mais suas tulipas no Palais de Tokyo

Protestos impedem a instalação de mega escultura de koons presenteada à cidade de Paris .

Após vários meses de controvérsia, a …

Notícias - 23/12/2015

Começam as inscrições para o Terça Alegre na Fundação Iberê Camargo por Redação

Na próxima semana, iniciam as inscrições gratuitas para as oficinas do Terça Alegre na Fundação Iberê Camargo. A partir do …