Artista letão é acusado de promover canibalismo após performance controversa

O artista letão Arthur Berzinsh provocou uma repercussão on-line após a transmissão ao vivo de sua performance “canibal”, durante a qual dois artistas tiveram sua própria carne cortada, frita e repassada para eles comerem.

A peça, intitulada “Eschatology”, e interpretada por Olga Kuļikova, Jānis Mihejevs, Suura Nettle e o coletivo PainProTest, foi realizada no início deste mês no centro cultural de Grata JJ, na capital da Letônia, Riga. Nela, uma mulher vestida de branco usa uma pinça cirúrgica e um bisturi para cortar pequenas partes de carne das costas de um homem e uma mulher antes de fritar a pele e alimentá-los em seguida.

A peça recebeu muitas reclamações on-line, com alguns comentaristas no Youtube chamando-a de tentativa de ter o canibalismo aceito pelo público, e o Sun Online relatando que a polícia foi alertada sobre o artista.

Berzinsh nega a acusação de “canibalismo”, dizendo que “a quantidade de desinformação que circula na internet agora é mais difícil”, e chamando os usuários da internet de “teóricos loucos da conspiração”. Ele também disse que não havia envolvimento da polícia.“Não houve violência, ninguém foi forçado a fazer nada contra sua vontade”.

cannibal performance art live broadcast Arthur Berzinsh Latvia news latest

A arte nem sempre pode ser bonita e confortável, diz ele. “Essa performance tem uma metáfora muito clara – mesmo clara demais para a arte neo-conceitual, e se você deseja compreender a ideia, cabe a você. E se você evitar a compreensão, você verá tudo literalmente”. E em relação ao canibalismo: “ Talvez roer unhas ou devorar o muco também possam ser consideradas um crime?”

Segundo Berzinsh, a performance o é uma metáfora para a sociedade consumidora e que se consome. O enterro de brinquedos infantis no início do ritual pelos dois intérpretes tem como objetivo mostrar a eles a recuar de uma condição de “criatividade suprema” e “entrar no território do que a filosofia existencial chama de ‘das Man'”, explica Berzinsh em um comentário que ele fez para o vídeo no Youtube.

cannibal performance art live broadcast Arthur Berzinsh Latvia news latest

A noção de das Man (vagamente traduzida como o anônimo “One”) vem do Ser e do Tempo de Martin Heidegger, e se refere a alguém que, ao invés de estar verdadeiramente no mundo, vive uma vida inautêntica caracterizada pela conformidade.

O artista-filósofo explica que o consumismo é a religião de nossos tempos; na sociedade moderna, ainda precisamos descobrir um significado maior em nossas vidas, de modo que nos preenchemos infinitamente “consumindo produtos, recursos e uns aos outros”, embora mentalmente e não fisicamente.

Assista a controversa performance abaixo. Aviso: pode induzir a náusea.

Compartilhar: