Artista argelino faz escultura de Angela Merkel nua

A escultura em mármore, exposta em Lyon esta semana, é baseado em uma fotografia quando a chanceler alemã era membro do movimento da Juventude Alemã Livre

O artista argelino Adel Abdessemed, com sede em Paris, fez uma escultura de mármore de uma jovem e nua Angela Merkel. Com o título “Titled Is Beautiful” (2017-18), o trabalho está em exibição em sua exposição intituada “L’Antidote” no MAC Lyon (9 de março a 8 de julho), no sul da França.

Concebido no estilo clássico das “Três Graças” de Antonio Canova, a escultura maior que o tamanho real da chanceler alemã à esquerda é baseada em uma fotografia tirada na antiga Alemanha Oriental (RDA) quando Merkel era membro do movimento Juventude Alemã Livre, que organizou campos de verão para a faixa de idade entre 14-25 anos. A foto de Merkel e duas amigas caminhando em uma praia, em um momento em que o naturismo era popular na RDA, foi republicado na revista Vanity Fair em fevereiro de 2015 durante a campanha eleitoral da Alemanha, quando Merkel estava concorrendo para um terceiro mandato.

Abdessemed isolou as três figuras (na fotografia, eles estão passeando em frente ao mar) e retratou a política feminina mais poderosa do mundo como uma jovem sorridente e despreocupada, uma luz nascente em seu passo em meio à ambiente de amizade. Abdessemed primeiro fez desenhos baseados na fotografia antes de dominar os movimentos congelados da marcha das meninas.

A interpretação de Merkel lembra como Abdessemed fez uma escultura de marfim, “Cri” (2012), de Kim Phuc, a jovem que fugiu de um ataque de napalm na fotografia de Nick Ut em 1972 para a AP.

Outros trabalhos em L’Antidote incluem ‘Shams’ (2013), uma vasta instalação de argila de trabalhadores forçados, soldados e armamento que ocupa todo o terceiro andar e uma escultura de um bar em Lyon que Abdessemed freqüentou como estudante.

Compartilhar: