Casa do Povo abre chamada para residência de coletivos

© Divulgação

A Casa do Povo está com inscrições abertas para residência de coletivos, grupos de estudos, movimentos, companhias, conselhos e associações de todo o país interessados em desenvolver uma proposta na Casa do Povo com duração de 45 dias a três meses, com início entre 1º de setembro a 1º de dezembro. A residência não se restringe apenas a projetos artísticos, mas se estende, também, a propostas de caráter social, científico, urbanístico, agrícola, entre outros, e que dialoguem com os coletivos que já habitam o espaço da Casa do Povo como o Lote Osso, G>E, Ocupeacidade e Coral Tradição.

A proposta faz parte do Metacoletivo, projeto contemplado pelo edital PROAC Espaços Independentes 2015, que busca pensar a partir dos grupos que já habitam a Casa do Povo, as artes visuais de maneira transdisciplinar e coletiva, buscando o desenvolvimento de novas práticas artísticas e de transformações efetivas e participativas do nosso entorno.

Para participar, é preciso existir como coletivo há mais um de ano (no caso, desde maio de 2014) e defender ou promover práticas transdisciplinares que possam ser estendidas a atividades artísticas. Os projetos serão analisados por um júri formado por integrantes da Casa do Povo, e dos coletivos Ocupeacidade, G>E e Lote Osso, e o resultado será divulgado no dia 3 de agosto, na página da Casa do Povo no Facebook (www.facebook.com/casadopovoxxi).

Os coletivos interessados devem enviar um projeto para o e-mail metacoletivo@casadopovo.org.br, até o dia 20 de julho, com as seguintes informações (o documento deve estar salvo em um PDF com até 5MB): currículo das atividades ou pesquisas realizadas no último ano; breve texto de até 200 palavras definindo, a partir do consenso do grupo, o que entendem por “coletivo” e inserir até três imagens para ilustrá-lo; uma proposta em texto de mil palavras e com até cinco imagens descrevendo possíveis formas de engajamento com os coletivos que também usam o espaço da Casa do Povo, e da própria Casa (sua arquitetura e/ou história) e/ou com o bairro do Bom Retiro – nesse texto o coletivo deve, também, definir o que entendem por “engajamento”; uma justificativa de até mil palavras e cinco imagens sobre a importância da residência no desenvolvimento da proposta; um cronograma de trabalho; esboço de uma abertura pública da proposta encaminhada – o esboço de uma abertura não é pré-definido e pode ter tempos e espaços diferentes.

O coletivo selecionado receberá a verba de até R$10 mil para produção do projeto, valor que será utilizado mediante aprovação da equipe da Casa do Povo, além de um acompanhamento e apoio da equipe de produção da Casa do Povo no desenvolvimento do projeto e a garantia do uso de espaços da Casa (em períodos a serem definidos de acordo com as atividades já programadas pela instituição).

A hospedagem e acomodação são responsabilidades do próprio coletivo. Mais informações estão disponíveis no link da chamada no site da instituição: http://casadopovo.org.br/arquivos/edital_metacoletivo.pdf

Sobre a Casa do Povo
Inaugurada em agosto de 1953, a Casa do Povo é um monumento vivo, erguido em homenagem aos que morreram na Segunda Guerra. Se firmou como importante centro cultural nos anos 60, e foi um dos focos de resistência àcditadura nos anos 70. O prédio, que já foi sede do Teatro TAIB e da Escola Scholem Aleichem, atualmente está em processo de retomada das atividades por meio de iniciativas ligadas à cultura contemporânea, acolhendo diversos grupos engajados em seus contextos e realizando atividades próprias voltadas ao desenvolvimento de novas práticas artísticas. Mais informaróprias http://casadopovo.org.br/

Compartilhar: