DASARTES 07 /

Um balanço do ano da França no Brasil

Um balanço do Ano da França no Brasil.

O Ano da França no Brasil encerrou oficialmente em novembro deste ano. Para as artes visuais, entre outras manifestações artísticas e culturais presentes na mostra, o evento representou uma oportunidade singular para aproximar as artes francesas do público brasileiro. Em 2005, foi o Ano do Brasil na França. Este ano foi a vez de os antigos anfitriões retribuírem e mostrarem aos brasileiros um pouco da cultura francesa.

Durante os oito meses de duração do evento, os brasileiros puderam conferir de perto as obras de grandes nomes como Marc Chagall, Rodin e Henri Cartier-Bresson, entre outros, como Sophie Calle, que desembarcou no país para mostrar a polêmica exposição Cuide de Você. A artista francesa inspirou-se em uma carta de rompimento escrita por seu antigo namorado, o escritor Grégoire Bouiller. A carta foi enviada a diversas mulheres e cada uma delas contribuiu com a sua interpretação sobre o teor da carta. Estas respostas foram usadas para montar a obra conceitual que Sophie expôs no galpão do SESC Pompéia, em São Paulo.

Já a exposição de Marc Chagall foi a maior realizada no país sobre o artista. Ao todo, 250 obras fizeram parte da mostra, entre pinturas, guaches, esculturas e gravuras. Rodin também mereceu atenção especial: foi a primeira vez que o acervo fotográfico do artista, exposto no Museu Rodin em Paris, desembarcou fora da Europa. Outro nome das artes francesas que recebeu homenagem no Brasil foi o fotógrafo Henri Cartier-Bresson. A exposição Henri Cartier-Bresson: Fotógrafo contou com 133 das suas principais fotografias e lançou no país um livro sobre a obra do fotógrafo.

O Ano da França no Brasil também contou com um encontro de ritmos, além de dança, cinema, literatura e teatro. Foram realizados seminários, debates, além de diversos festivais culturais. Tudo isso com o objetivo de estreitar as relações entre os brasileiros e franceses, além de acompanhar as manifestações artísticas contemporâneas da França, país que tanto influenciou a construção da identidade brasileira.

Compartilhar:

Confira outras matérias

Matéria de capa

Alphonse Mucha

Alphonse Mucha é hoje um dos artistas tchecos mais famosos do mundo. Nascido em 1860 na região da Morávia, ganhou …

Destaque

Rosana Paulino: a costura da memória

Voz singular em sua geração, Rosana Paulino surgiu no cenário artístico paulista em meados dos anos 1990, propondo, de modo …

Do mundo

Anni Albers

Anni Albers começou seus estudos na Escola Bauhaus em Weimar em 1922. Apesar de seu desejo inicial de ser pintora, …

Reflexo

Vinicius SA por ele mesmo

O pensamento científico me influencia pela racionalidade, pelo cálculo e pela possibilidade de antever meus projetos. A prática artesanal é …

Garimpo

Marcel Diogo

A escolha dos leitores da Dasartes para o concurso Garimpo Online 2018/2019 é Marcel Diogo, somando a votação no site …

Resenhas

Resenhas

Intempéries permanentes e Ultramar
Referência Galeria de Arte
Intempéries permanentes – visitação até 23 de fevereiro
Ultramar – visitação até 26 de janeiro
POR …

Destaque

Jean-Michel Basquiat na Fundação Louis Vuitton

Inquebrável

Parece que palavras “tour de force” foram criadas para a exposição épica de Jean-Michel Basquiat na Louis Vuitton Foundation. A …

Matéria de capa

Andy Warhol: de A para B e vice-versa

“Eles não queriam meu produto. Ficavam dizendo ‘queremos sua aura’. Nunca entendi o que queriam.” – Andy Warhol
Esse trecho tirado …

Flashback

Constantin Brancusi

Constantin Brancusi (1876-1957) exibiu pela primeira vez sua escultura em Nova York, no Armory Show de 1913, ao lado de …

Do mundo

Jaume Plensa

“A escultura é a melhor maneira de fazer uma pergunta.” Jaume Plensa

“Firenze II”, de 1992, é um enorme ponto de interrogação …

Destaque

A vizinhança de Lucia Laguna

As pinturas de Lucia Laguna são inseparáveis do local onde foram feitas: o ateliê-casa da artista e os arredores do …

Garimpo

Gunga Guerra

Nascido em Moçambique e radicado no Rio de Janeiro, Gunga Guerra é a escolha do conselho editorial da Dasartes para …

Resenhas

Resenhas

Amsterdam Art Week
Museus e Galerias • Amsterdã • Países Baixos • 22 a 25/11/2018
POR SYLVIA CAROLINNE

Diversas foram as aberturas ao …

Matéria de capa

Os contos cruéis de Paula Rego

 

“Os contos cruéis”, de Paula Rego, exposição inaugurada em outubro no Museu  L’Orangerie, em Paris, marca um momento importante na …

Flashback

Pieter Bruegel, o velho

Bruegel é um moralista ou fatalista? Otimista ou cínico? Humorista ou um filósofo? Camponês ou habitante da cidade? Folclorista ou …