© divulgação

Localizada na Suíça, perto da fronteira com a Itália, numa região conhecida como Alta Engadine, a cidade de Saint Moritz tem um clima bastante agradável. Com uma grande quantidade de dias de sol por ano e muita neve, atrai esquiadores e snowboarders de todo o planeta, que contam com ótimas pistas de esqui sob um céu quase sempre azul. Além de ser um dos berços dos esportes de neve, tendo sido, inclusive, palco de duas edições das Olimpíadas de Inverno, a cidade é um dos nomes mais tradicionais do turismo mundial e preferida dos jetsetters, em parte devido ao seu belo cenário natural, que inclui, além de uma cadeia de montanhas, um grande lago e diversas fontes águas termais, procuradas por visitantes há mais de mil anos.

Mas não é apenas por conta do esporte e nem mesmo de sua beleza que a cidade de cerca de seis mil habitantes tem chamado atenção. Contrariando a tendência de turismo no inverno, é o cenário artístico que tem transformado Saint Moritz em roteiro certo também durante o verão:

desde 2008 Monty Shadow vem produzindo o St. Moritz Arts Masters, um grande festival de arte que já se consolida como um tradicional evento da cidade. Sua proposta inclui uma série de ações, instalações, oficinas, exposições e simpósios que tomam St. Moritz por uma semana inteira.

E, em breve, o evento servirá de palco para quem quiser conhecer a produção de diversos artistas contemporâneos brasileiros. Entre 24 de agosto e 2 de setembro deste ano, a quinta edição do St. Moritz Arts Masters homenageará a arte de nosso país. Comemorando a inauguração da primeira construção de Oscar Niemeyer na Suíça – uma casa ateliê construída pelo arquiteto no lago de Saint.

Moritz – e celebrando o profícuo momento que nossa arte vive, sobretudo no circuito internacional, o curador desta edição do evento, Reiner Opoku, convidou artistas como
Adriana Varejão, Vik Muniz, Carlito Carvalhosa, Thiago Rocha Pitta, Roberto Cabot, Pedro Wirz e Paulo Sergio Niemeyer para trazerem suas obras à cidade. Este último representará a família de Oscar Niemeyer com uma exposição de objetos de design, como a cadeira Rio, que, com desenho inspirado no Pão de Açúcar, traz uma sinuosidade que o designer atribui a uma influência também dos trabalhos arquitetônicos de seu avô. Integram o evento ainda artistas de vários outros países.

Assim, consolidando-se como uma atração turística em diversos setores, a cidade de Saint Moritz se torna agora uma ótima opção de lazer também para os amantes da arte.

Compartilhar: