© Galeria Virgilio

DASARTES 06 /

Sofia Borges

Novos talentos na fotografia.

Uma atmosfera enigmática, uma “temporalidade inexata” nas fotografias de Sofia Borges faz intrigar o observador. Desde 2005, quando optou pela técnica digital para criar seus trabalhos, a artista – que não se considera uma fotógrafa – vem questionando a imagem.

De noite ou de dia, ou no interstício dessas duas situações de luz, as figuras, em seus retratos, apenas estão em lugares como os do ambiente doméstico (na cozinha, no quarto), em uma piscina, em um jardim – e, em boa parte dessa pesquisa, Sofia coloca-se sozinha em autorretratos, segundo ela, feitos pela impulsão de estudar sua relação com o mundo. Mas há também trabalhos em que a artista retrata uma cena da paisagem, sem indivíduo, em uma maneira de não aprisionar os limites de sua investigação. Enfim, não importando o tema, sempre em seus trabalhos o tempo, o objeto e o lugar ficam como que em um estado de suspensão, afastando-se do instante fotográfico, como é o objetivo de Sofia. De certa forma, ela faz a construção das imagens tal como se realiza a construção de uma pintura.

“Para mim, o tempo dessa fotografia é tão espesso que impede ao observador se projetar para dentro da imagem. Ele só faz observar algo denso e fragmentado”, define a artista. Jovem, nascida em 1984, em Ribeirão Preto, Sofia Borges já possui o reconhecimento pela série de exposições que vem realizando. Sua primeira individual foi no Centro Universitário Maria Antonia, em 2008, ano em que se formou em artes plásticas pela USP. E já neste ano de 2009, a artista, representada pela Galeria Virgilio, foi uma das selecionadas do projeto Rumos Itaú Cultural. Além disso, acaba de ganhar o Prêmio Porto Seguro de Fotografia na categoria Pesquisas Contemporâneas, entre outras tantas mostras e premiações. Atualmente, até 11 de outubro, ela faz exposição no Centro Cultural da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

Compartilhar:

Confira outras matérias

Matéria de capa

Regina Parra: Eu me levanto

Não é a realidade que é exterior, é que não há exterior em uma prática artística em que o corpo …

Do mundo

500 anos de Tintoretto

Jacopo Robusti, conhecido como Tintoretto, nasceu em Veneza entre 1518 e 1519, não se sabe ao certo. Por ocasião de …

Flashback

Lasar Segall: ensaio sobre a cor

 

Nascido na comunidade judaica de Vilna (Lituânia), Lasar Segall (1891-1957) adquiriu formação acadêmica em Berlim e participou da Secessão de …

Alto relevo

Paul Klee

Poucos artistas do século 20 são tão singulares quanto o suíço Paul Klee. Sua obra é como um grande lago …

Garimpo

Coletivo Lâmina

Em sua 10ª edição, o já tradicional Salão dos Artistas sem Galeria apresenta duas mostras coletivas simultâneas em São Paulo, …

Matéria de capa

Alphonse Mucha

Alphonse Mucha é hoje um dos artistas tchecos mais famosos do mundo. Nascido em 1860 na região da Morávia, ganhou …

Destaque

Rosana Paulino: a costura da memória

Voz singular em sua geração, Rosana Paulino surgiu no cenário artístico paulista em meados dos anos 1990, propondo, de modo …

Do mundo

Anni Albers

Anni Albers começou seus estudos na Escola Bauhaus em Weimar em 1922. Apesar de seu desejo inicial de ser pintora, …

Reflexo

Vinicius SA por ele mesmo

O pensamento científico me influencia pela racionalidade, pelo cálculo e pela possibilidade de antever meus projetos. A prática artesanal é …

Garimpo

Marcel Diogo

A escolha dos leitores da Dasartes para o concurso Garimpo Online 2018/2019 é Marcel Diogo, somando a votação no site …

Resenhas

Resenhas

Intempéries permanentes e Ultramar
Referência Galeria de Arte
Intempéries permanentes – visitação até 23 de fevereiro
Ultramar – visitação até 26 de janeiro
POR …

Destaque

Jean-Michel Basquiat na Fundação Louis Vuitton

Inquebrável

Parece que palavras “tour de force” foram criadas para a exposição épica de Jean-Michel Basquiat na Louis Vuitton Foundation. A …

Matéria de capa

Andy Warhol: de A para B e vice-versa

“Eles não queriam meu produto. Ficavam dizendo ‘queremos sua aura’. Nunca entendi o que queriam.” – Andy Warhol
Esse trecho tirado …

Flashback

Constantin Brancusi

Constantin Brancusi (1876-1957) exibiu pela primeira vez sua escultura em Nova York, no Armory Show de 1913, ao lado de …

Do mundo

Jaume Plensa

“A escultura é a melhor maneira de fazer uma pergunta.” Jaume Plensa

“Firenze II”, de 1992, é um enorme ponto de interrogação …