Havaianas, madeira e pedaços de fantasias de carnavais passados recolhidos no Rio de Janeiro foram transformados em duas instalações inéditas feitas pelo artista plástico francês Bernard Pras em sua passagem pela cidade em novembro deste ano. Pras fez uma homenagem ao Brasil utilizando objetos ligados ao nosso dia-a-dia, e também à maior festa popular brasileira, o Carnaval. Para completar a homenagem, nada mais típico que montar as instalações no barracão da Escola de Samba Unidos da Tijuca, na Cidade do Samba.

As obras montadas pelo artista representaram a personagem Mônica, de Mauricio de Sousa, e uma mulher-gato brasileira, que simboliza a força das nossas mulheres. A ideia de Pras é fazer com que os objetos substituam a tinta em suas obras. As cores determinam o local dos objetos dentro de suas instalações. Muitos deles levitam afastados dos demais, em um verdadeiro caos tridimensional que só é reconhecido como obra de arte quando observado através da única perspectiva determinada pelo artista. O resultado desta visão é registrado por meio de uma foto, emoldurada em diasec (metacrilato) e exibida em suas exposições.

A mostra Bernard Pras, que aconteceu na Almacén Galeria de Arte, fez parte das comemorações do Ano da França no Brasil. Esta é a primeira vez que foi realizada uma mostra individual do artista no país. Do acervo, constavam 23 fotografias produzidas por ele entre os anos de 2001 e 2009, além das instalações inéditas.

Compartilhar: