Residência artística: Novos ares para novas ideias.

© Labmis

O Museu da Imagem e do Som de São Paulo expõe até janeiro as obras resultantes da segunda edição do programa de residência do LABMIS, seu laboratório de novas mídias. Por meio de um concurso anual, o programa seleciona artistas de todo o Brasil, que têm livre acesso aos recursos tecnológicos do laboratório e recebem verba de apoio por três meses. De acordo com Marcelo Bressanin, gerente técnico do MIS, “muitas vezes, os artistas interessados pela área não dispõem de recursos tecnológicos ou do know how diversificado solicitado pela produção em arte mídia”. Os selecionados recebem orientação de especialistas e artistas conceituados, apoio de técnicos especialistas no uso das mídias, acompanhamento de produtores do museu e ainda participam de discussões públicas sobre os projetos, workshops e cursos.

 

Compartilhar: