© Cvitella

DASARTES 07 /

Residência artística: Novos ares para novas ideias.

Experimentar novos ambientes traz ideias frescas.

Regina Silveira no Civitella

 

Como você decidiu participar do programa civitella? Qual era o seu objetivo?

Fui convidada por Gordon Knox, diretor do programa de residências do Centro, que conhecera em Nova Iorque, para participar da primeira delas em 1995. O programa ainda estava buscando seu formato, os ateliês estavam recém-montados, mas o projeto era excelente e, naquele momento, foi muito importante para mim poder me concentrar no trabalho do estúdio, naquele lugar tão particular, com outros artistas, escritores e músicos vindos de diferentes países.

 

Você foi a primeira brasileira no centro. Isto fez alguma diferença?

Continuei a colaborar com o Civitella nos anos subsequentes, mas de outro modo: algumas vezes, como jurado para escolha de participantes indicados por consultores internacionais; outras vezes, indicando participantes para a seleção dos jurados. O critério para a escolha dos residentes era o mérito da produção e o proveito que poderiam tirar da residência.

 

Por que levar o projeto de uma instalação em São Paulo (The Duke’s Enigma) para concepção na Itália?

Levei este como levaria qualquer outro projeto que me exigisse tempo para criar, planejamento, desenhos, modelos e, mais do que isso, uma atenção concentrada. Simplesmente coincidiu que a residência acontecesse pouco depois do convite de Fábio Magalhães, então diretor do Memorial da América Latina, para que planejasse uma intervenção sobre o prédio da Biblioteca.

 

Conte o que trouxe de volta na bagagem…

Do projeto The Duke’s Enigma, trouxe muito pouco: desenhos, modelos em papel, fotos de maquetes: tudo leve, tudo dobrável e portátil. Já havia trabalhado com esta estratégia em uma residência anterior, no Banff Centre, em Alberta, Canadá. Como obra acabada, trouxe apenas uma fotogravura, em pequena tiragem. Os únicos pequenos objetos que fiz, com auxílio de um marceneiro em Umbertide, foram quatro caixinhas de madeira da série Secret – as primeiras de uma série que depois expandi bastante.

 

Compartilhar:

Confira outras matérias

Matéria de capa

Alphonse Mucha

Alphonse Mucha é hoje um dos artistas tchecos mais famosos do mundo. Nascido em 1860 na região da Morávia, ganhou …

Destaque

Rosana Paulino: a costura da memória

Voz singular em sua geração, Rosana Paulino surgiu no cenário artístico paulista em meados dos anos 1990, propondo, de modo …

Do mundo

Anni Albers

Anni Albers começou seus estudos na Escola Bauhaus em Weimar em 1922. Apesar de seu desejo inicial de ser pintora, …

Reflexo

Vinicius SA por ele mesmo

O pensamento científico me influencia pela racionalidade, pelo cálculo e pela possibilidade de antever meus projetos. A prática artesanal é …

Garimpo

Marcel Diogo

A escolha dos leitores da Dasartes para o concurso Garimpo Online 2018/2019 é Marcel Diogo, somando a votação no site …

Resenhas

Resenhas

Intempéries permanentes e Ultramar
Referência Galeria de Arte
Intempéries permanentes – visitação até 23 de fevereiro
Ultramar – visitação até 26 de janeiro
POR …

Destaque

Jean-Michel Basquiat na Fundação Louis Vuitton

Inquebrável

Parece que palavras “tour de force” foram criadas para a exposição épica de Jean-Michel Basquiat na Louis Vuitton Foundation. A …

Matéria de capa

Andy Warhol: de A para B e vice-versa

“Eles não queriam meu produto. Ficavam dizendo ‘queremos sua aura’. Nunca entendi o que queriam.” – Andy Warhol
Esse trecho tirado …

Flashback

Constantin Brancusi

Constantin Brancusi (1876-1957) exibiu pela primeira vez sua escultura em Nova York, no Armory Show de 1913, ao lado de …

Do mundo

Jaume Plensa

“A escultura é a melhor maneira de fazer uma pergunta.” Jaume Plensa

“Firenze II”, de 1992, é um enorme ponto de interrogação …

Destaque

A vizinhança de Lucia Laguna

As pinturas de Lucia Laguna são inseparáveis do local onde foram feitas: o ateliê-casa da artista e os arredores do …

Garimpo

Gunga Guerra

Nascido em Moçambique e radicado no Rio de Janeiro, Gunga Guerra é a escolha do conselho editorial da Dasartes para …

Resenhas

Resenhas

Amsterdam Art Week
Museus e Galerias • Amsterdã • Países Baixos • 22 a 25/11/2018
POR SYLVIA CAROLINNE

Diversas foram as aberturas ao …

Matéria de capa

Os contos cruéis de Paula Rego

 

“Os contos cruéis”, de Paula Rego, exposição inaugurada em outubro no Museu  L’Orangerie, em Paris, marca um momento importante na …

Flashback

Pieter Bruegel, o velho

Bruegel é um moralista ou fatalista? Otimista ou cínico? Humorista ou um filósofo? Camponês ou habitante da cidade? Folclorista ou …