O trabalho de Piti Tomé gira em torno da fotografia e da experimentação com a imagem. Sua pesquisa tangencia questões da psicanálise e trata da formação da
identidade, do tempo, da infância, dos afetos e desafetos e, em última instância, da morte. Seu interesse é pensar o que nos constitui enquanto seres humanos, enquanto eu e enquanto outro. A artista está constantemente pensando o passado para tentar ressignificar o presente e dar sentido à existência. Com um
extenso currículo acadêmico, que inclui formação em cinema, fotografia e História da Arte, Piti se apropria de fotografias e materiais antigos com os quais constrói suas narrativas fraguementadas, que tratam de temas como construção de identidade, passagem de tempo, afetos e desafetos, infância e memória. Enquanto produz sua nova série, “Abandonos infinitos”, desenvolve um projeto em parceria com sua analista.costumes-estranhos-e-sonhos-absurdos-2014-foto-piti-tome
Compartilhar: