© Cortesia Opavivará!

OPAVIVARÁ! Um nome que é uma exclamação, uma saudação, uma exaltação… ação poética coletiva interativa. A proposta: gerar fluxos de arte e poesia no espaço urbano – rua, praça, museu, galeria, corredor, escritório, ciclovia, ônibus – e promover desconstruções temporárias de estruturas de poder tanto da arte, num primeiro plano, como de toda a sociedade, num campo mais expandido. Um exemplo disso são as cadeiras de praia coletivas em que o público da ArtRio 2011 pôde relaxar, que visam ampliar a sociabilidade, o estar junto. Formado por sete artistas em 2005, o coletivo levanta questões também a respeito da diluição das autorias e da expansão de subjetividades.

A ação Salada Mista, registrada na foto acima, foi realizada no Studio 260, em 2007, no evento VIVA 2, organizado por Aimberê Cesar e Lena Amorim. Com uma piscina aberta ao público, o objetivo era criar um ambiente acolhedor para um convívio festivo e nutritivo – uma armadilha viva e atraente para juntar todos num grande caldeirão. Uma salada mista de gente e frutas, que faz referência à cena da feijoada na piscina do Parque Lage do filme Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade.

O OPAVIVARÁ! foi indicado ao Prêmio Pipa em 2011 e, no mesmo ano, também ao Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. Começaram 2012 lançando o novo site (www.opavivara.com.br) e um DVD com registros das ações do coletivo, realizado através do edital 2011 de Microprojetos da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro.

Compartilhar: