© Guilherme Gomes

DASARTES 36 /

Nazareno – Aqui do lado de dentro!

Nazareno – Aqui do lado de dentro!
Luciana Caravello Arte Contemporânea – RJ
de 25 de julho a 23 de agos

Em um começo (simples assim) é constituída toda a matéria. Fui buscar o que havia do lado de dentro, cada objeto, cada forma, memória, desejo e afeto. Tudo que haveria presente. Mas este tudo, em presença, já estava longe. Ninguém poderia dizer algo sobre alguma história, mas talvez ainda estivesse ali, construída com delicadeza, no gesto que restou nas formas, em presença silenciosa, ínfima e indiciosa. Na saudade que restou, na memória do gesto e de um lugar que está além, mas vai de encontro ao espectador.

Aqui do lado de dentro cabem todas as coisas. Daqui, vi todos os ângulos, onde todos os pontos se conectam, toda linha tende a ganhar forma, volume e força. Todo sonho se constrói e caminha na sua direção, escapa das restrições e da finitude. Até as constelações, todo o espaço daqui é possível vislumbrar, ele vai ao seu encontro e, assim, é possível de todo tesouro lhe encontrar.

Aqui do lado de dentro cabe eu, você e tudo ao nosso redor.

Em toda obra cabe uma história e a capacidade de transcender as estruturas que as cercam. Essas narrativas estão em objetos e desenhos de escalas mínimas, do traço em grafite à terracota, matéria ancestral, com a qual se constroem objetos que remetem à morada, lugar que criamos e que nos cria, origem da proteção, e a imagens que se fazem presentes ganhando camadas, volume e poder de transcender um plano formal e suas estruturas que limitam toda existência, todo afeto, toda arte e a necessidade de ir além e tornar real toda realidade.

Nazareno é um artista que trabalha com a inevitável presença do interior que se revela em questões que transcendem esse espaço. A construção de um espaço interno se desdobra em potência e percurso de uma busca, onde reside o desejo e a possibilidade de alcançar o exterior, ou um lugar para onde se poderia escapar. E, nesse sentido, seu trabalho conserva da mais íntima nostalgia a uma necessidade de expansão e alcance do que está mais além do que vemos, e do que ninguém sabe, até acontecer.

Compartilhar:

Confira outras matérias

Matéria de capa

Regina Parra: Eu me levanto

Não é a realidade que é exterior, é que não há exterior em uma prática artística em que o corpo …

Do mundo

500 anos de Tintoretto

Jacopo Robusti, conhecido como Tintoretto, nasceu em Veneza entre 1518 e 1519, não se sabe ao certo. Por ocasião de …

Flashback

Lasar Segall: ensaio sobre a cor

 

Nascido na comunidade judaica de Vilna (Lituânia), Lasar Segall (1891-1957) adquiriu formação acadêmica em Berlim e participou da Secessão de …

Alto relevo

Paul Klee

Poucos artistas do século 20 são tão singulares quanto o suíço Paul Klee. Sua obra é como um grande lago …

Garimpo

Coletivo Lâmina

Em sua 10ª edição, o já tradicional Salão dos Artistas sem Galeria apresenta duas mostras coletivas simultâneas em São Paulo, …

Matéria de capa

Alphonse Mucha

Alphonse Mucha é hoje um dos artistas tchecos mais famosos do mundo. Nascido em 1860 na região da Morávia, ganhou …

Destaque

Rosana Paulino: a costura da memória

Voz singular em sua geração, Rosana Paulino surgiu no cenário artístico paulista em meados dos anos 1990, propondo, de modo …

Do mundo

Anni Albers

Anni Albers começou seus estudos na Escola Bauhaus em Weimar em 1922. Apesar de seu desejo inicial de ser pintora, …

Reflexo

Vinicius SA por ele mesmo

O pensamento científico me influencia pela racionalidade, pelo cálculo e pela possibilidade de antever meus projetos. A prática artesanal é …

Garimpo

Marcel Diogo

A escolha dos leitores da Dasartes para o concurso Garimpo Online 2018/2019 é Marcel Diogo, somando a votação no site …

Resenhas

Resenhas

Intempéries permanentes e Ultramar
Referência Galeria de Arte
Intempéries permanentes – visitação até 23 de fevereiro
Ultramar – visitação até 26 de janeiro
POR …

Destaque

Jean-Michel Basquiat na Fundação Louis Vuitton

Inquebrável

Parece que palavras “tour de force” foram criadas para a exposição épica de Jean-Michel Basquiat na Louis Vuitton Foundation. A …

Matéria de capa

Andy Warhol: de A para B e vice-versa

“Eles não queriam meu produto. Ficavam dizendo ‘queremos sua aura’. Nunca entendi o que queriam.” – Andy Warhol
Esse trecho tirado …

Flashback

Constantin Brancusi

Constantin Brancusi (1876-1957) exibiu pela primeira vez sua escultura em Nova York, no Armory Show de 1913, ao lado de …

Do mundo

Jaume Plensa

“A escultura é a melhor maneira de fazer uma pergunta.” Jaume Plensa

“Firenze II”, de 1992, é um enorme ponto de interrogação …