© Mariana Grande

A Feira de arte contemporânea do México (ZONA MACO) na presente edição de 2012 consolidou-se como um dos grandes encontros no mercado da arte latino-americana. Coincidindo a data com a feira de Art Cologne, sua nona edição foi celebrada em um dos Centros Banamex da Cidade do México entre os dias 18 e 22 de abril. Como importante novidade, destaca-se a iniciativa de sua diretora Zélika García de tornar acessíveis peças de arte aos colecionadores iniciantes através do programa “Menos de 2500 dólares” e criou a Zona Maco Design.

Na seção Principal da Feira participaram 57 galerias de 15 países, selecionadas por um importante comitê formado por galeristas de nível internacional, incluindo Daniel Roesler, da Galeria Nara Roesler. Nesta seção, destacam-se as galerias paulistas de Raquel Arnaud, Edward Tyler, de Nova Iorque, e Mauro Mauroner, de Viena, todas pela primeira vez na feira. Entretanto, foi sentida a falta de importantes galerias brasileiras, como Vermelho, Casa Triângulo, Luciana Brito, Fortes Vilaça e Gentil Carioca.

A seção Novas Propostas, tal como seu nome indica, compreendeu 26 galerias com menos de cinco anos de vida e cujos stands eram espaços de 20 metros quadrados dedicados a artistas emergentes. Nesta seção, com curadoria de Pablo León de la Barra, esteve presente a Galeria Baró de São Paulo, que trouxe um interessante projeto do artista mexicano Felipe Ehrenberg.
Finalmente, no que se refere à seção Zona MACO Sul, é importante assinalar que, pela primeira vez, recebeu a curadoria de Patrick Chapernel, diretor da Coleção Jumex do México, o qual propôs 22 projetos específicos de artistas de sete países diferentes.

Paralelamente a esta feira, foi inaugurada a exposição do carioca Ernesto Neto nas salas do Antigo Colégio de São Ildefonso do México. Esta mostra, organizada por Adriano Pedrosa, é a primeira grande retrospectiva do artista no México.

Compartilhar: