© Cortesia do Artista

No centro da galeria, uma mesapintada de branco serve de suporte para um amontoado de pó de gesso, onde se vê representada a bandeira do Estado da Paraíba. Ao redor da mesa, 12módulos sustentam grandes resmas de papel em branco. A instalação de Izidorio Cavalcanti é o resultado de uma performance que durou trinta dias, durante os quais os visitantes da galeria eram convidados a interagir com os blocos de papel em branco lançando mão de instrumentos disponibilizados pelo artista, como tesoura, estilete, furadeira, lixa, agulha, linha e cola.“Rasgando, cortando, furando, lixando, costurando ou bordando, os visitantes dão asas à sua ‘loucura’ criativa, no processo aleatório de transformar objetos surgidos de blocos de resmas de papel em obras de arte.”

Em Nego, branco sobre branco (2010) Izidorio busca não apenas suprimir as distâncias que separam artista, público e obra, como também afirmar a importância do processo artístico. “Com essa experiência, busco despertar nos participantes a consciência e a compreensão da estética da construção do objeto e de sua ressignificação.”

No desenho e no título da obra, destaca-se a palavra Nego, flexão do verbo negar.O termo (eu) nego foi usado na bandeira para representar o protesto do ex-governador paraibano João Pessoa à candidatura presidencial de Júlio Prestes, em uma época cujos Estados de São Paulo e Minas Gerais se revezavam na indicação dos presidentes da república, prática que ficou conhecida como a “política do café com leite”. “Elegendo como objeto de pesquisa para este trabalho a bandeira do Estado da Paraíba, que remete à negação de participação política em um determinado contexto histórico − convido pessoas, com formação em áreas diversas, a não se negar a vivenciar, no confinamento de um espaço ‘em branco’ − como aqueles em que outrora se ‘aprisionavam’ os ‘loucos’ nos manicômios judiciários −, o processo de criação, sua própria ‘loucura’ e a suposta ‘loucura’ do artista.” Para conhecer mais sobre o artista, acesse www.izidoriocavalcanti.com.br.

Compartilhar: