Desenho Instalado nº 2, obra do artista plástico e designer Gabriel Netto, faz parte da exposição Ambientes Mensuráveis, que teve lugar em 2006 na Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre (RS), e foi reeditada para as exposições de que participou pelo programa Rumos Itaú Cultural Artes Visuais, em São Paulo, no Rio de Janeiro e Rio Branco. Composta por três desenhos de sete metros de comprimento por um de largura, feitos de grafite sobre papel vegetal, de onde o artista retira o excesso de grafite da superfície com fitas adesivas, como decalques, que são coladas na parede como cópias da matriz papel, estendida no chão.

Com uma pesquisa voltada para o desenho gestual e abstrato, de onde parte para apropriações, instalações e vídeo-performances, articula materiais e procedimentos de maneira que interajam entre si, “Acabo indicando possibilidades de entendimento e fruição, inclusive para mim.”, diz Gabriel Netto. “Não trabalho a partir de idéias, mas trabalho para tê-las.Preciso do estímulo dessa articulação”, complementa.

Bacharel em Artes Plásticas e mestre e Design e Tecnologia, ambos pela federal do Rio Grande do Sul, Gabriel Netto é também um dos fundadores do Atelier Subterrânea, espaço independente de artes visuais em Porto Alegre, recentemente contemplado com o prêmio Conexões, da Funarte. Sobre o seu envolvimento com arte: “O bom de trabalhar com arte é que é um meio transformador e em transformação. Transformador porque vai alterando nossa maneira de perceber e entender a vida e as coisas. Em transformação porque vai criando intercessões com outras áreas, se hibridizando”.

Para conhecer melhor o trabalho do artista: http://gabrielnetto.blogspot.com/ e http://www.subterranea.art.br/

Compartilhar: