Antônio Parreiras

O Museu Antonio Parreiras foi criado com o objetivo de divulgar e preservar a obra do paisagista Antônio Parreiras. Primeiro museu
brasileiro dedicado a um só artista, foi inaugurado em 21 de janeiro de 1941, quatro anos após a sua morte.

O Museu ocupa três prédios localizado numa área de 5.000 m2, ladeado por um jardim traçado pelo próprio artista. A antiga
residência do pintor abriga as salas de exposições permanentes e temporárias, a galeria de paisagem contemporânea e a sala da
administração do museu.
O ateliê de Parreiras e a casa de seu filho, Dakir, sediam as exposições permanentes. Na Villa Olga, onde residiu sua filha, que
dá nome ao espaço, funciona a reserva técnica.

Este complexo arquitetônico, tombado pelo IPHAN em 1967, é hoje um espaço cultural que abriga as obras pertences ao mestre
do paisagismo brasileiro e mais duas coleções de arte dos séculos XVII e XX e arte brasileira do século XIX.

A missão do museu é preservar, pesquisar e promover a obra de Antonio Parreiras, contemplando também as de seus contemporâneos e discípulos
paisagistas, tornando-as acessíveis aos diferentes segmentos da sociedade, enfatizando a democratização do espaço museal
por meio da observação, reflexão e experimentação estética como forma de fortalecimento do exercício da cidadania.

Compartilhar: