“Tarsila Popular” torna-se a exposição mais vista da história do MASP

Tarsila popular, a mais ampla exposição já feita da artista Tarsila do Amaral, chegou ao fim no dia 28 de julho, como a mostra mais visitada da história do MASP. Com 402.850 visitantes, superou outro fenômeno de público do museu, Monet, realizada entre maio e agosto de 1997. A exposição do impressionista, que mobilizou São Paulo à época, teve 401.201 espectadores.

“O recorde de visitação da exposição Tarsila popular no MASP reflete a consolidação da artista não apenas na história da arte, mas no imaginário do grande público. Ele aponta também para um interesse crescente pela arte e pelo museu, algo que que também pode ser atestado na venda do catálogo da exposição, um denso volume de 360 páginas que até agora já superou a marca de 7 mil exemplares”, diz Adriano Pedrosa, diretor artístico do
museu, e curador da exposição ao lado de Fernando Oliva.

“Essa grande visitação reafirma o desejo do público por olhares renovados em relação aos artistas canônicos da história da arte brasileira, o interesse em abordagens novas e inéditas, caso desta mostra, que trouxe para o centro do debate não só o popular, mas as questões sociais, raciais e de classe na obra de Tarsila, aspectos que costumam ser negligenciados”, afirma Fernando Oliva.

Aberta ao público em 5 de abril, juntamente com Lina Bo Bardi: Habitat, a mostra Tarsila popular foi um sucesso de público desde o primeiro momento. No vernissage para convidados, na noite de 4 de abril, 1.800 pessoas formaram fila no vão livre para ver em primeira mão as 92 obras da exposição, entre pinturas e desenhos da modernista. Com forte procura nos quatro meses que esteve em cartaz, sobretudo na Terça Grátis Qualicorp, responsável por metade do público da exposição, Tarsila popular deu um salto em julho, mês de férias escolares. A mostra bateu sucessivos recordes. Na terça-feira 16, o MASP registrou 8.454 visitantes, marca histórica para um único dia no museu. Na terça seguinte, 23, Tarsila popular superou o próprio recorde, com 8.818 espectadores.

O catálogo da exposição, de mesmo nome, teve milhares de exemplares vendidos. O livro é o mais amplo catálogo de mostra sobre Tarsila do Amaral, reunindo 113 de suas obras, bem como fotografias e documentos, em 360 páginas. Organizado pelos curadores da mostra, Pedrosa e Oliva, inclui textos inéditos de ambos, de Amanda Carneiro, Irene V. Small, Mari Rodríguez Binnie, Maria Bernardete Ramos Flores, Maria Castro, Michele Greet, Michele Bete Petry e Renata Bittencourt, além de textos históricos de Paulo Herkenhoff e Sergio Miceli, e comentários de obras feitos por Artur Santoro, Carlos Eduardo Riccioppo, Guilherme Giufrida e Matheus de Andrade. Tarsila popular, o livro, segue à venda no MASP Loja, ponto de vendas do museu com entrada gratuita, independente das exposições, por R$ 139 (brochura) e R$ 159 (capa dura), em edições separadas em português e inglês (Tarsila do Amaral: Cannibalizing Modernism).

Compartilhar:
De Arte a Z - 10/10/2019

Mostra imersiva para as pinturas fantasiosas do artista chileno Guillermo Lorca impressiona

Em Fires , uma das pinturas menores de Guillermo Lorca, uma jovem garota com um olhar intenso olha para o espectador. Com bochechas …

De Arte a Z - 10/10/2019

Exposição de arte feminista é cancelada na China

A exposição coletiva de arte feminista que ocorreria em Xangai, Nós | Mulher: ninguém nasce mulher, mas torna-se, foi cancelada …

De Arte a Z - 10/10/2019

Empréstimo do Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci ao Louvre é cancelado no último minuto

Um tribunal italiano gerou um contratempo nos planos do Louvre para sua exposição Leonardo da Vinci, que marca o 500º …

De Arte a Z - 10/10/2019

Met planeja suas comemorações de 150 anos

O Metropolitan Museum of Art de Nova York comemora seus 150 anos em 2020 – e planeja marcar o evento …

De Arte a Z - 10/10/2019

“Aquário Urbano” será o maior mural de arte urbana de São Paulo, com 10 mil m² de grafite

Intervenção artística, com curadoria do artista Felipe Yung, o Flip, e do produtor cultural Kleber Pagú transformará o Centro de …

De Arte a Z - 03/10/2019

Leonardo da Vinci era alvo de piadas no Renascimento

Longe de ser admirado como um gênio extraordinário, Leonardo da Vinci foi repetidamente enganado e provocado pelos seus cabelos ruivos incomuns e …

De Arte a Z - 03/10/2019

Descoberta: primeira professora de arte de Van Gogh

Vincent van Gogh não se saiu bem na escola primária da vila em Zundert e, aos oito anos de idade, …

De Arte a Z - 03/10/2019

Homem que roubou pintura em plena luz do dia do museu de Moscou é condenado a três anos de prisão

Um homem que roubou uma pintura valiosa da parede da Galeria Tretyakov do Estado de Moscou em plena luz do …

De Arte a Z - 26/09/2019

Quer conhecer a Capela Sistina sozinho?

Em um determinado dia, cerca de 30.000 turistas – seis milhões por ano – fazem fila para ver a Capela …

De Arte a Z - 26/09/2019

Equipe de curadores cria um sistema para os artistas indígenas prosperarem

Ultimamente, a palavra ‘descolonização’ tem sido divulgada em todo o mundo nas artes nacionais e regionais, mas costuma ser mal …

De Arte a Z - 26/09/2019

Conheça o museu que gira 90º

Um novo museu retorcido foi aberto no maior parque de esculturas do norte da Europa. O edifício – chamado The …

De Arte a Z - 26/09/2019

Francesa descobriu que uma pintura em sua cozinha vale até US$ 6,6 milhões

Uma pintura que pairava durante anos sobre uma placa aquecedora na casa de uma mulher idosa ao norte de Paris …