Polícia lança site para encontrar proprietários de 100 obras de arte e antiguidades recuperadas

Vinte e cinco anos atrás, dois ladrões invadiram Hollywood e Westside Los Angeles, roubando centenas de milhares de dólares em arte e antiguidades de proprietários ricos. Embora tenham sido detidos em 1993, os objetos permaneceram desaparecidos por anos.

Até agora.

O Departamento de Polícia de Los Angeles recuperou recentemente o acervo de obras de arte roubadas – incluindo pinturas de Pablo Picasso e Joan Miró , entre outras – e está trabalhando para rastrear os legítimos proprietários dos objetos.

De acordo com o Los Angeles Times , a polícia de Los Angeles foi informada sobre o paradeiro dos objetos quando recebeu um telefonema de um leiloeiro no sul da Califórnia neste verão. O chamador afirmou estar de posse de parte da arte, que ele reconheceu em um site criado por uma unidade de investigação policial.

A dica reviveu o caso há muito esquecido, oficialmente chamado de “Operação Demetra”. A polícia obteve mandados de busca e localizou mais de 100 pinturas, antiguidades e outros artefatos roubados nos condados de Los Angeles e Orange. Além das muitas pinturas, encontraram móveis antigos, armas de fogo antigas e documentos assinados pelos presidentes Ronald Reagan e Howard Taft.

“Estamos no processo de identificar a arte específica, os artistas e quanto isso pode valer”, disse ao Times o capitão Lillian Carranza, chefe da divisão de crimes comerciais da polícia de Los Angeles. Carranza disse que sua unidade estava trabalhando com especialistas do Museu J. Paul Getty nas proximidades para indexar as obras de arte e examinar suas condições depois que elas foram armazenadas incorretamente por um quarto de século.

No momento da prisão em 1993, os dois homens presos no caso eram caracterizados pela polícia como “nacionais armênios”. As autoridades divulgaram o nome de um: Paul Tobeler, que morreu pouco depois de completar sua sentença de prisão de vários anos. O outro, que se acredita ainda estar vivo, não foi identificado devido à investigação atual.

A polícia acredita que a pessoa que forneceu a obra de arte à casa de leilões seja parente de um dos suspeitos originais, embora as autoridades não tenham certeza se essa pessoa sabia ou não que os itens foram roubados. Não é incomum os ladrões de arte ficarem sentados em objetos roubados por anos ou décadas antes de tentar vendê-los, disse um oficial ao Times .

A Polícia de Los Angeles incentivou as pessoas a visitar seu site neste link dedicado ao caso e entrar em contato se reconhecerem algum dos produtos.

Fonte: Artnet

Por Taylor Dafoe

Compartilhar:
De Arte a Z - 20/09/2019

As obras mais baixadas do Getty e Met Museum

Em um esforço para tornar suas coleções cada vez mais acessíveis ao público, muitos dos principais museus começaram a digitalizar …

De Arte a Z - 20/09/2019

Imagem de São Jerônimo comprado por 600 dólares em uma pequena cidade é, na verdade, uma pintura rara de Anthony van Dyck

Albert B. Roberts, um colecionador de arte de 87 anos em Hudson, Nova York, passou décadas comprando trabalhos obscuros em …

De Arte a Z - 20/09/2019

Phillips anuncia leilão de uma coleção de fotografias representativas da cultura mundial dos séculos XX e XXI

A Phillips anunciou a venda do World View: Property from a Private Collection como destaque da temporada de vendas do …

De Arte a Z - 20/09/2019

Bienal de Sydney revela lista de artistas participantes para 2020

A Bienal de Sydney anunciou a lista completa de artistas que participarão da 22ª Bienal de Sydney (2020), intitulada NIRIN …

De Arte a Z - 08/09/2019

Sesc_Videobrasil passa a se chamar Bienal

Com mais de 35 anos de história, o Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil passa a adotar a partir de agora o nome Bienal, …

De Arte a Z - 05/09/2019

Instagram faz exceção rara a uma obra de arte nua após protestos

Autoridades do Palazzo Strozzi, em Florença, republicaram no Instagram uma pintura de uma mulher nua da artista russa Natalia Goncharova …

De Arte a Z - 05/09/2019

Funcionários fazem tatuagens do Museu Nacional devastado pelo fogo

Faz um ano que o amado Museu Nacional do Brasil foi destruído em um grande incêndio, que se acredita ter …

De Arte a Z - 05/09/2019

Incêndios na Amazônia destruíram raras obras pré-históricas da arte rupestre boliviana

Não é apenas a Amazônia brasileira que está pegando fogo. A Bolívia Oriental também está sendo devastada por incêndios florestais, …

De Arte a Z - 05/09/2019

Performance porta viva nua de Marina Abramović será recriada na Royal Academy

A Royal Academy of Arts irá recrutar homens e mulheres jovens para ficarem nus em uma porta de frente para …

De Arte a Z - 29/08/2019

Famoso mural de Brexit de Banksy desaparece misteriosamente

Uma declaração poderosa sobre Brexit de Banksy desapareceu sem deixar rasto – ou explicação.

O mural de três andares, que mostrava …

De Arte a Z - 29/08/2019

Fotógrafo traz questão política com uma caminhada desafiadora entre a fronteira dos EUA e o México

Em janeiro, como um impasse sobre o financiamento do muro de fronteira do presidente Donald Trump no sul do país …

De Arte a Z - 29/08/2019

Aquisição de museu mais valiosa do Reino Unido em uma década

A obra-prima final de Orazio Gentileschi, The Finding of Moses, provavelmente será adquirida pela National Gallery de Londres.

Atualmente, está emprestada …