Pavilhão da Bienal de Veneza fecha por protesto

Negotiated Differences (2019), Shirley Tse. Part of Stakeholders, Hong Kong’s official presentation at the 58th Venice Biennale. Photo: Enid Tsui

O pavilhão de Hong Kong na Bienal de Veneza anunciou na manhã do dia 12 de junho, que estará encerrando sua atividades. O pavilhão suspendeu suas atividades para participar de uma greve em protesto contra a emenda proposta pelo governo de Hong Kong à sua lei de extradição. O pavilhão fecha quando dezenas de milhares de manifestantes se chocam com as forças policiais em Hong Kong em uma marcha contra o projeto de lei proposto.

Christina Li, curadora da exposição da artista Shirley Tse no pavilhão, anunciou a greve de um dia em um post no Facebook mostrando uma nota postada na entrada do pavilhão dizendo em inglês e italiano: “Devido a circunstâncias imprevistas, a exposição Shirley Tse: As partes interessadas, Hong Kong em Veneza, serão fechadas em 12 de junho de 2019. Por favor, desculpe-nos pelo inconveniente.”

No domingo, 10 de junho, mais de um milhão de manifestantes tomaram as ruas de Hong para se opor a um novo projeto de lei que permitiria a extradição de fugitivos para jurisdições com as quais Hong Kong não assinou um acordo de extradição. Os manifestantes estão especialmente preocupados com a transferência de fugitivos para a China continental, onde dizem que os tribunais carecem de independência e respeito pelos direitos humanos. Apesar das críticas públicas, a diretora executiva de Hong Kong, Carrie Lam, disse que vai seguir adiante com a emenda, insistindo que defenderá a justiça, protegerá os direitos humanos e cumprirá as obrigações internacionais da ilha, segundo um relatório da Associated Press . O projeto de lei chega ao Conselho Legislativo de Hong Kong para uma votação na quarta-feira, depois que foi adiado por causa dos protestos de domingo.

Playcourt (2019) by Shirley Tse. Photo: Enid Tsui

Playcourt (2019) by Shirley Tse. Photo: Enid Tsui

“Shirley e eu respeitamos o direito das pessoas à greve”, disse Li ao South China Morning Post (SCMP). “Pedimos aos três funcionários de plantão no pavilhão e ficou claro que não teremos a mão de obra para manter o pavilhão aberto hoje.”

O pavilhão de Hong Kong na Bienal de Veneza é co-organizado pelo Arts Development Council do governo e pelo M +, um museu em construção no Distrito Cultural de West Kowloon. O SCMP informou que o M + havia insistido anteriormente que o pavilhão continuasse aberto como de costume.

Cerca de 100 organizações artísticas de Hong Kong, incluindo galerias comerciais, aderiram à chamada para a greve na última quarta-feira. Várias galerias internacionais também participaram da greve, incluindo Lehmann Maupin, Simon Lee e Ben Brown Fine Art. A Pace Hong Kong disse a seus trabalhadores que eles estão livres para se juntar à greve. O Hong Kong Artist Union, um defensor da greve, está incentivando as 20 instituições culturais de Hong Kong a se juntarem à greve também.

Compartilhar:
De Arte a Z - 15/08/2019

Exposição imersiva no universo de Van Gogh chega a São Paulo

Neste sábado (17/08), o shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo, inaugura a exposição Paisagens de Van Gogh, sobre o pintor …

De Arte a Z - 15/08/2019

Quarto de motel com tema de Edward Hopper permite experimentar a alienação das pinturas clássicas do artista

Como os museus de todo o mundo disputam a atenção – e os dólares – de visitantes, estão cada vez …

De Arte a Z - 15/08/2019

Coletivo de arte austríaco transformando um set de filmes de pesadelo

A cena em constante mutação de Liam Gillick e a mostra atual do coletivo austríaco Gelatin no museu Kunsthalle, em …

De Arte a Z - 15/08/2019

Mural da Estátua da Liberdade algemada viraliza na internet

Mural no centro de Las Vegas, do artista britânico Izaac Zevalking, queria chamar a atenção para a fundação da América …

De Arte a Z - 15/08/2019

Artistas transformam o aeroporto de Hong Kong em um estúdio de arte de protesto como manifestações antigovernamentais

Artistas se juntaram aos manifestantes que ocupavam o Aeroporto Internacional de Hong Kong no fim de semana para criar arte …

De Arte a Z - 15/08/2019

Mapas indígenas do século XVI mostram visões não-eurocêntricas do mundo

Ao mesmo tempo em que a Espanha começou a explorar as Américas habitadas, os cartógrafos europeus concentraram-se em criar mapas …

De Arte a Z - 15/08/2019

"Fibra – I Bienal de Arte Têxtil" está com inscrições abertas

Um projeto para apresentar as tendências e os diferentes trabalhos de áreas que se mesclam na arte e na economia …

De Arte a Z - 09/08/2019

MASP recebe doação de arquivo de Rubem Valentim com mais de 10.000 itens

O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP) recebeu um vasto acervo com manuscritos, datiloscritos, cartas, fotos e …

De Arte a Z - 09/08/2019

Uma virada de cores na maior comunidade de São Paulo

De abril a junho deste ano o projeto Uma Virada de Cores ofereceu oficinas gratuitas de graffiti a jovens de …

De Arte a Z - 06/08/2019

Com programação movimentada e novas parcerias, 13ª SP-Foto estreita vínculos entre a cena brasileira e a internacional

A SP-Foto – Feira de Fotografia de São Paulo chega à sua 13ª edição firmando-se como o mais relevante evento de fotografia …

De Arte a Z - 02/08/2019

Polêmica da Mona Lisa: Tribunal e misterioso consórcio com suposta versão mais jovem da musa de Da Vinci

Uma disputa de propriedade está esquentando sobre uma versão da Mona Lisa que se acredita ser das mãos de Leonardo …

De Arte a Z - 02/08/2019

Gerhard Ritchter nega museu em seu nome oferecido pela Alemanha

Embora o artista vivo mais famoso da Alemanha diga que não quer um museu dedicado a suas pinturas, autoridades em …