Museu de Arte de Baltimore reorganiza suas galerias, concentrando-se em artistas negros

Isaac Julien, Baltimore (2018)

O Museu de Arte de Baltimore anunciou uma ampla reinstalação de suas galerias de coleções contemporâneas que se concentram na produção dos artistas negros dos séculos XX e XXI. Intitulada Todos os dias: seleções da coleção, a reinstalação apresenta obras de artistas visionários como David Hammons, Joyce J. Scott, Mickalene Thomas, Kara Walker e Nari Ward, ao lado de Helen Frankenthaler, Ellsworth Kelly e Andy Warhol, entre outros.

Em exposição entre 14 de julho de 2019 até 5 de janeiro de 2020, a revisão das galerias faz parte da visão mais ampla do museu para remodelar as narrativas históricas da arte e melhor refletir a variedade e diversidade de vozes que influenciaram e influenciaram a inovação artística. Este esforço inclui alterações no acervo do museu, exposições especiais e novos programas. Todos os dias é organizada pela curadora Katy Siegel, pesquisadora sênior de programação do museu e professora de Arte Moderna da Stony Brook University, com Cecilia Wichmann, curadora associada de arte contemporânea do museu.

Todos os dias ressalta o compromisso da Museu de Arte de Baltimore em apresentar as realizações de artistas que por muito tempo foram sub-representados em nossos diálogos artísticos e culturais. Os artistas negros influenciaram profundamente o desenvolvimento da arte moderna e estão produzindo alguns dos trabalhos mais inovadores do nosso tempo. Esta instalação captura a interação estética e conceitual entre os artistas que tradicionalmente são celebrados por sua visão e trabalho e aqueles que merecem muito mais reconhecimento”, disse Christopher Bedford, diretor da instituição. A reinstalação dessas galerias será seguida pela inauguração de Generations, uma exposição especial que explorará em profundidade as contribuições de artistas negros para o desenvolvimento da arte abstrata.

Os artistas apresentados em Todos os dias são divididos em sete grupos temáticos que exploram ideias relacionadas à história, cerimônia, violência, material, gesto, forma e personalidade. Incluem-se trabalhos de Stephen Towns, Andy Warhol e Kara Walker que reimaginam a história; pinturas de Ellsworth Kelly e Franklin White, uma colagem de Howardena Pindell e gravuras de William T. Williams como parte da seção que examina a forma; Gary Simmons, Philip Guston e Melvin Edwards abordam a violência. Entre os trabalhos sobre o tema da personalidade está Planos, foguetes e espaços intermediários (2018) de Amy Sherald, o primeiro trabalho criado pela artista depois de seu atraente retrato da primeira-dama Michelle Obama e a primeira pintura dela a retratar figuras em uma paisagem ao ar livre. Além dessas obras e outras que pertencem ao museu, a exposição também é formada por obras de coleções particulares.

Fonte: Artdaily

Compartilhar:
De Arte a Z - 10/10/2019

Mostra imersiva para as pinturas fantasiosas do artista chileno Guillermo Lorca impressiona

Em Fires , uma das pinturas menores de Guillermo Lorca, uma jovem garota com um olhar intenso olha para o espectador. Com bochechas …

De Arte a Z - 10/10/2019

Exposição de arte feminista é cancelada na China

A exposição coletiva de arte feminista que ocorreria em Xangai, Nós | Mulher: ninguém nasce mulher, mas torna-se, foi cancelada …

De Arte a Z - 10/10/2019

Empréstimo do Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci ao Louvre é cancelado no último minuto

Um tribunal italiano gerou um contratempo nos planos do Louvre para sua exposição Leonardo da Vinci, que marca o 500º …

De Arte a Z - 10/10/2019

Met planeja suas comemorações de 150 anos

O Metropolitan Museum of Art de Nova York comemora seus 150 anos em 2020 – e planeja marcar o evento …

De Arte a Z - 10/10/2019

“Aquário Urbano” será o maior mural de arte urbana de São Paulo, com 10 mil m² de grafite

Intervenção artística, com curadoria do artista Felipe Yung, o Flip, e do produtor cultural Kleber Pagú transformará o Centro de …

De Arte a Z - 03/10/2019

Leonardo da Vinci era alvo de piadas no Renascimento

Longe de ser admirado como um gênio extraordinário, Leonardo da Vinci foi repetidamente enganado e provocado pelos seus cabelos ruivos incomuns e …

De Arte a Z - 03/10/2019

Descoberta: primeira professora de arte de Van Gogh

Vincent van Gogh não se saiu bem na escola primária da vila em Zundert e, aos oito anos de idade, …

De Arte a Z - 03/10/2019

Homem que roubou pintura em plena luz do dia do museu de Moscou é condenado a três anos de prisão

Um homem que roubou uma pintura valiosa da parede da Galeria Tretyakov do Estado de Moscou em plena luz do …

De Arte a Z - 26/09/2019

Quer conhecer a Capela Sistina sozinho?

Em um determinado dia, cerca de 30.000 turistas – seis milhões por ano – fazem fila para ver a Capela …

De Arte a Z - 26/09/2019

Equipe de curadores cria um sistema para os artistas indígenas prosperarem

Ultimamente, a palavra ‘descolonização’ tem sido divulgada em todo o mundo nas artes nacionais e regionais, mas costuma ser mal …

De Arte a Z - 26/09/2019

Conheça o museu que gira 90º

Um novo museu retorcido foi aberto no maior parque de esculturas do norte da Europa. O edifício – chamado The …

De Arte a Z - 26/09/2019

Francesa descobriu que uma pintura em sua cozinha vale até US$ 6,6 milhões

Uma pintura que pairava durante anos sobre uma placa aquecedora na casa de uma mulher idosa ao norte de Paris …