Casa Parte chega à terceira semana criando pontes entre arte popular e arte urbana

Evandro Prado

A Casa Parte, novo projeto da Parte Feira de Arte Contemporânea, chega à sua semana final. Entre 6 e 9 de junho, o casarão em frente ao MuBE/MIS será ocupado por arte popular e arte urbana.

Inaugurada em 23 de maio, a Casa Parte já recebeu 3.000 visitantes e reuniu, em sua primeira semana, galerias e escritórios de arte, arquitetos e designers, e, na segunda, espaços independentes, ateliês coletivos e grupos autogeridos de artistas.

O projeto tem como propósito abrigar novos formatos para o cenário da arte, superando modelos que têm se mostrado cada vez menos adequados para as rápidas e intensas mudanças atravessadas pelo mercado de arte nos últimos anos.

Nas exposições, cada participante ocupa um cômodo do casarão da dec. de 1970 que ficou desocupado pelos últimos dez anos. A proposta é que os participantes apresentem projetos que não seriam possíveis em uma feira de arte tradicional, nos espaços das galerias ou dos ateliês. Nada de stand atrás de stand, “cubo branco” e pureza. A Casa Parte é uma experiência multicultural, com arte, música, bate-papos, dança, cinema.

Encerrando a programação, foram convidados curadores, galerias, escritórios e ateliês de artistas que trabalham com duas vertentes da arte cada vez mais pesquisadas e, surpreendentemente, próximas: arte popular e arte urbana.

Da novíssima geração, Renan Quevedo leva à Casa Parte acervo reunido nas muitas andanças pelo seu projeto Novos para Nós. Apaixonado por arte popular, o publicitário deixou emprego e vida em São Paulo e caiu meses na estrada com o objetivo de conhecer, documentar e catalogar artistas populares pelos cantos mais escondidos do Brasil. “São pessoas talentosíssimas, persistentes em meio à tantas dificuldades formais e financeiras, com muito a expressar e nos ensinar”, diz Renan. Na Casa Parte, ele apresenta trabalhos de mestres – como Véio e José Bezerra – e artistas que conheceu em suas muitas viagens, como Noemisia Batista dos Santos e Vieira.

A Galeria Brasiliana, dirigida por Roberto Rugiero e Fedra Faria, atua há 40 anos no segmento de arte popular. Referência no Brasil e no exterior, seu acervo conta com trabalhos de mais de 50 artistas históricos e peças de procedência indígena, além de mestres e talentos emergentes da pintura, escultura, desenho e xilogravura. Na Casa Parte, a galeria apresenta pinturas de Romero de Andrade, João Francisco, Benedito e peças das ceramistas Marta e Julia.

Na vertente urbana, a Choque Cultural transforma a Casa Parte em lugar de experimentação. Fundada em 2004, a galeria é referência globais em arte urbana e novas linguagens contemporâneas, ultrapassando as paredes da galeria e incluindo rua e espaço virtual em suas exposições. Na Casa Parte, serão mostrados trabalhos recentes de Daniel Melim, Tec, Alê Jordão e Coletivo BijaRi.

O Autivistas, grupo formado pelos artistas Derlon, Gustavo Amaral, Lelo e Onio, também estará presente. Os artistas trabalham de forma independente, dividindo o mesmo ateliê e desenvolvendo projetos especiais.

Na programação:

7/6, sexta-feira, 15h às 18h: live painting com o artista Tico Canato

8/6, sábado, 15h às 17h: Live painting a bate-papo sobre Mulheres na Arte Urbana, com Bela Gregório, Amanda Pankill e Luma Assis.

8/6, sábado, 17h às 18:30: Drops Talk com Antonio Toze, sobre Conexões entre Arte, Música e Cultura Brasileiras.

9/6, domingo, 17h: Animal Cracker, show com o artista visual e música Matias Picón.

Mais informações em nossa agenda.

Compartilhar:
De Arte a Z - 17/06/2019

28º Prêmio Montblanc de Cultura premia designer brasileiro

O designer brasileiro Marcelo Rosenbaum foi escolhido por seu projeto A Gente Transforma, em Várzea Queimada, Piauí.

Prêmio anual é concedido …

De Arte a Z - 13/06/2019

Museus brasileiros esquivam-se de novas regras da Lei Rouanet

Os museus brasileiros deram um suspiro de alívio após um anúncio do governo, de que mudanças em um esquema de …

De Arte a Z - 13/06/2019

Os 10 melhores estandes da Art Basel

Veja a selelão dos 10 melhores estandes da Art Basel em Basel, por Artsy.

Por Alina Cohen

Agora, em sua 50ª edição, …

De Arte a Z - 13/06/2019

Pavilhão da Bienal de Veneza fecha por protesto

O pavilhão de Hong Kong na Bienal de Veneza anunciou na manhã do dia 12 de junho, que estará encerrando …

De Arte a Z - 13/06/2019

Pintura mais cara da ArtBasel de Peter Doig é uma revenda de garantidor, entenda malabarismo do mercado

Apenas 15 meses depois da tela de Peter Doig “O Lar do Arquiteto no Desfiladeiro” ter arrecadado US$ 20 milhões …

De Arte a Z - 13/06/2019

"Um Brasil frágil", veja os planos para próxima Bienal de SP

Por Taylor Dafoe

Como muitos países em todo o mundo, o Brasil hoje está fundamentalmente dividido. Essa dinâmica nunca foi mais …

De Arte a Z - 13/06/2019

Esposa de famoso artista Pop Art comete suícido

No último domingo à noite dia 9/6, Mary Max, a esposa do artista pop Peter Max, deixou uma longa mensagem …

De Arte a Z - 12/06/2019

Pavilhão da Lituânia na Bienal de Veneza ganha nova vida

Nos dias de abertura da Bienal de Veneza deste ano, uma longa fila para entrar no Pavilhão da Lituânia era …

De Arte a Z - 12/06/2019

"Não seremos apagados": ativistas ocupam El Museo del Barrio

Cerca de uma dúzia de ativistas organizaram um protesto no El Museo del Barrio, em Nova York, como parte de …

De Arte a Z - 12/06/2019

O queer antes do queer

O termo “homossexual” é relativamente novo. De fato, foi cunhado pelo jornalista austríaco e autor Karl-Maria Kertbeny em 1867. Mas …

De Arte a Z - 10/06/2019

Quase 70% dos artistas representados pelas principais galerias de Londres são homens, de acordo com um novo estudo

Um relatório, encomendado pela Freelands Foundation, descobriu que o mundo da arte britânica é um microcosmo da economia maior, onde …

De Arte a Z - 30/05/2019

Filme sobre mercado de arte e falsificações é nova promessa da Warner Bros.

A Warner Bros. teve um dos maiores sucessos de bilheteria da temporada do Oscar do ano passado, com a estréia …