Victor Haim

Não se deixe seduzir pela superfície das imagens. Esta é uma tentação fácil, uma redução que irá privar-lhe de outras sensações. As imagens captadas por Victor Haim revelam distintas aparições, e têm origens e naturezas diversas, mantendo uma unidade que não se resume à técnica fotográfica, pois está presente também nas formas, nas cores e na maneira como os assuntos são abordados. É preciso ver com calma para estabelecer as relações.
O nosso olhar está aonde o nosso olho vai. Quando encontra suas pinturas nos reflexos das superfícies irregulares (seja na lataria do carro, no café ou na água), após procurar um aspecto específico, porém indefinido, na aleatoriedade, Victor está em busca do silêncio. Uma separação do mundo externo em um abrigo construído.
Mesmo quando seleciona o que será refletido, não há controle sobre qual transformação a superfície irá proporcionar, só é possível dominar a escolha do ângulo e do enquadramento ao fazer a captura – desvelando-se, aí, a visão do artista. Opera-se, então, uma redefinição do mundo com distorções próprias de uma realidade percebida por cada ponto de vista singular do observador. Há o encontro com esse universo silencioso que salta aos olhos de quem para ele olha e o vê. Infinitas imagens gritam diante de nós todos os dias, escolhemos aonde fixar o nosso olhar.
O artista reconstrói o mundo a partir do próprio mundo, cria uma nova realidade ao estancar, na fotografia, a constante mudança das formas e das cores que nos rodeiam. Abrem-se novas perspectivas para o espectador, instigando-o a refletir sobre o que existe para além da superficialidade aparente. Reflexos gerando reflexões; superfícies levando-nos para um denso mergulho.
Victor observa o seu entorno e capta aquilo que o sensibiliza. Sem passar despercebidos, os refúgios do olho, captados pelas lentes, mais do que simples registros, vêm invadir suavemente a nossa percepção do visível, atingindo as nossas sensibilidades de maneira ampla e profunda.
Deixe-se seduzir pelas imagens.
André Sheik – dezembro 2011

Compartilhar:
Artistas

Alex Flemming

Nasceu em São Paulo em 1954. Mora em Berlim.

PRINCIPAIS EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

1980 MASP Museu de Arte de São Paulo / São …

Artistas

Edu Monteiro

Artista visual, fotógrafo e pesquisador. É doutorando em Arte pela UERJ e mestre em Estudos Contemporâneos das Artes pela UFF …

Artistas

Guillermo Kuitca

Guillermo Kuitca é um artista argentino, que nasceu em Buenos Aires em 1961, onde continua a trabalhar e viver. O …

Artistas

Lucas Simões

Catanduva-SP, 1980. vive e trabalha em São Paulo.1980, born in Catanduva, lives and works in São Paulo, BR
Lucas Simões é …

Artistas

Vincent Catala

Vincent Catala lives and works between Europe and Brazil, where he moved in spring 2013. In 2000, he graduated from …

Artistas

Gustavo Pellizzon

Graduado em comunicação e pós-graduando em fotografia, iniciou em 2005 fotografando para o jornal O Diário de Nordeste, entre 2009 …

Artistas

Renata Egreja

 
 
 
São Paulo, Brasil 1984
Renata Egreja vive e trabalha em São Paulo. É formada em artes plásticas pela FAAP com mestrado pela …

Artistas

Gilvam Samico

Gilvan Samico (Recife1928 – 2013) é um dos grandes nomes da gravura brasileira, especialmente conhecido por suas xilogravuras. Pintor autodidata, …

Artistas

Tino Sehgal

Tino Sehgal (nascido em 1976) é um artista britânico-alemão, com sede em Berlim. Ele descreve seu trabalho como “situações construídas”

Artistas

Bruno Dunley

Petrópolis, RJ, 1984.
Vive e trabalha em São Paulo, SP.

Indicado ao PIPA 2012.

É bacharel em Artes Plásticas pela Faculdade Santa Marcelina …

Artistas

José Rufino

Segundo o crítico e poeta Adolfo Montejo Navas, na obra de José Rufino gravita “uma poética alimentada por um revigorado …

Artistas

Lorenzato

Belo Horizonte, 1 de janeiro de 1900 – 1995 foi um pintor e escultor ítalo-brasileiro.

É considerado uma das maiores personalidades …