Una Shubu Hiwea | Itaú Cultural

Una Shubu Hiwea – Livro Escola Viva do Povo Huni Kuin do Rio Jordão encerra a programação das exposições no Itaú Cultural este ano. Instalada nos pisos -1 e -2 do instituto, a mostra foi desenvolvida colaborativamente por representantes desta etnia ao lado da editora Anna Dantes, o artista Ernesto Neto, a equipe do Itaú Cultural e com organização do pajé Dua Buse. Ela reverbera a frase formulada pelo pajé Agostinho Manduca Mateus Ika Muru (1944-2011): “A cultura é nossa maior proteção”, que definiu, assim, como este povo habitante da região amazônica, no Peru e no Acre, se organiza e se posiciona na contemporaneidade, preservando e disseminando sua cultura ancestral.

Na aldeia Coração da Floresta, Manuel Vandique Dua Buse começou a organizar o projeto Una Shubu Hiwea – Livro Escola Viva. A primeira fase de pesquisa teve apoio do Rumos Itaú Cultural 2013-2014. Já os seus desdobramentos – a exposição, a construção de uma Kupixawa-escola (maloca) na aldeia, a confecção de um livro e de um documentário, ambos acessíveis na mostra, e a futura disponibilização ao público de um site com os cadernos de pesquisa dos pajés estão sendo consolidados com apoio direto do Itaú Cultural.

Esse processo é apresentado no Itaú Cultural buscando a ampliação da experiência na floresta amazônica acreana em conexão com as tecnologias das cidades, como o lápis e o papel. Ao chegarem na cultura Huni Kuin, esses materiais alteraram a forma de transmissão do conhecimento – antes oral, agora pelo desenho e, consequentemente, pela pintura. Una Shubu Hiwea dá continuidade a esse trabalho iniciado em 2011 pelos pajés, que, em um primeiro momento, resultou na publicação do livro Una Isi Kayawa, Livro da Cura (Dantes e Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2014) e que agora será relançado na exposição.

Compartilhar: