Thelmas Vilas Boas analisa a relação homem x mundo na Galeria Mezanino

Visão antropológica e científica permeia a mostra, que tem diferentes suportes.

A artista plástica Thelma Vilas Boas apresenta a exposição “NADA INTERESSA MAIS” a partir do dia 28 de abril de 2015 (terça-feira), 19h às 22h, na Galeria Mezanino, em Pinheiros, em São Paulo. A mostra, que fica em cartaz até o dia 29 de maio de 2015, tem curadoria da espanhola Maria Inigo Clavo, residente em Londres.

Resultado de uma série de estudos, o trabalho da artista aponta para o mal estar da consciência moderna que indica a falta de harmonia do homem com o mundo. Para esta mostra, que marca sua primeira individual no espaço do curador Renato De Cara, serão apresentados 5 operações de encantamento em forma de vídeo, fotografia, site specific, desenho e performance.

Obras

A artista revisa a existência humana na obra “Em Busca do Tempo Perdido”, em que ela copiou (por 18 meses seguidos) todos os 7 volumes (quase quatro mil palavras na edição brasileira) do escritor francês Marcel Proust, um clássico da literatura universal, editado no séc. XX, que completou 100 anos em 2013.

Na performance “Arco Voltáico”, um circuito elétrico composto de uma potente bateria e dois bastões de carbono separados a uma determinada distancia. O contato mecânico inicial entre os carbonos e a passagem de uma corrente elétrica gera um “arco voltaico” com alta luminosidade. O público é convidado a participar do processo da obra “Galáxia Imaginativa”.

“O título antecipa a inversão de pontos de vista proposta na mostra. Quero pensar o homem como observador no espaço-tempo e no desaparecimento não só da luz e da vida, mas da história do universo propriamente”, acrescenta a artista, que já participou de duas coletivas na Mezanino.

Thelma Vilas Boas

Nasceu em 1967, em São Paulo (SP). Vive e trabalha no Rio de Janeiro (RJ). Graduada em Pedagogia, especialização em Matemática e Ciências, na UNIP, em São Paulo. Pós-Graduada em Cinema Documentário pela Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, em 2011.

Fez parte do Grupo de Estudos ministrados por Charles Watson, no RJ. Em 1989, estudou na Paul Hill School of Black and White Photography, na Peak National Park, e na Sir John Cass College of London, Fine Art Photography, ambas na Inglaterra.

Lançou seu curta-metragem “nº 193” no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, em 2015, apresentado também previamente no Rio de Janeiro. Participou de mostras coletivas como: “Ritos de Passagem” (2014), na Galeria Mezanino; “30 Anos de Moda Brasil” (2011), no Museu Brasileiro da Escultura (MUBE), em São Paulo; “BRASIL NO AR” (2005), no 5º Festival Internacional da Nova Arte Brasileira, na Taller Caminal, em Barcelona (ESP); “Aura” (2002), na São Paulo Fashion Week (SPFW); V Bienal do Recôncavo Baiano (2000), no Centro Cultural Danneman; “A Imagem do Som de Chico Buarque” (1999) e “A Imagem do Som de Caetano Veloso” (1998), no Paço Imperial, no RJ.

Tem projetos publicados nas revistas Visionaire, ID Magazine, ICON, Big Brasil, Dutch Magazine, S/Nº, Speed, Gibi Erótico e 2Fanzine.

SERVIÇO

“NADA INTERESSA MAIS” – individual de Thelma Vilas Boas
o quê: desenho, performance, site specific, fotografias e vídeo

preview: 25 de abril de 2015 (sábado), 11h às 17h

abertura: 28 de abril de 2015 (terça-feira), 19h às 22h
período: Até 29 de maio de 2015 (terça a sábado, 11h-19h)
local: Galeria Mezanino
rua cunha gago, 208 l pinheiros l são paulo l sp l 05421-000
tel: 11 3436.6306
quanto: grátis
classificação: livre

Compartilhar: