Sobre linhas, membranas e fronteiras | A casa da luz vermelha

A mostra “Sobre linhas, membranas e fronteiras” é uma realização do Foto Capital, evento dedicado à fotografia, realizado em setembro de 2016, que reuniu em Brasília alguns dos mais importantes fotógrafos, curadores, produtores culturais e críticos brasileiros para uma jornada dedicada à fotografia como linguagem, poética e arte. Os três fotógrafos que participam da mostra foram selecionados nas leituras de portfólio realizadas por Carlos Carvalho, Diógenes Moura, Eugênio Sávio, Iatã Cannabrava, Kazuo Okubo, Milton Guran, Nair Benedicto, Renata Azambuja, Rosely Nakagawa e Tiago Santana. Como prêmio, ganharam a participação na exposição, a impressão das imagens e a mediação e curadoria de Renata Azambuja.
As obras dos portfolios que estarão expostas acabaram por adquirir uma potência por terem encontrado, em seu conjunto, pontos de convergência temáticos em que estão presentes espaço, arquitetura, cartografias, etnografia. “O olhar do fotógrafo, informado por suas questões pessoais, aponta para uma versão da verdade, mesmo quando dirige-se para um objeto real”, afirma Renata Azambuja. “A partir disso, os fotógrafos revelam várias facetas do real, e daí emergem catalogações etnográficas e imaginárias, um interesse pela semiologia que introduz narrativas, e olhares antropológicos sobre as imagens, marcando a presença e a interferência do ser humano na paisagem”, ressalta a curadora.

Compartilhar: