Sexual Colors | Gabriel Wickbold

Gabriel Wickbold chega à Miami para sua primeira mostra individual Sexual Colors composta por 18 fotografias emblemáticas de uma de suas primeiras series. A mostra pop up exibe registros em que o artista se utilizou de corpos como telas vivas, vestindo-os e revestindo-os de tinta, cor e emoção.

Organizada em parceria com o escritório Arte Fundamental, a exposição conta com a curadoria de Bianca Cutait e apresenta relação entre o homem e a sexualidade, ou a sensualidade. Com novos estigmas do que é considerado sensual, do corpo nu ou coberto, outro olhar é sugerido a quem visita a mostra. As cores vibrantes, o jogo de tintas, o uso de chocolate, guache, pintura de airbrush, cabelo sintético, vinhas do coco e areia são combinações essenciais para realçar partes de cada um dos personagens retratados. Vale ressaltar que nessas produções a pintura assume duas funções: proteger e revelar, pois ao mesmo tempo em que ela esconde uma região, evidencia outra, sem padronização estética para tal. Desprezando os estereótipos, Sexual Colors reinventa e exporta a beleza brasileira em um formato original.

A série instiga a reflexão de que, independente de sua forma, o corpo traz um movimento, uma poética. “Aqui não existe a sensualidade da nudez; o sentimento surge além da imagem, na intensidade das cores, no desenho da tinta que desvenda o gesto e no olhar do observador”, define Gabriel Wickbold.

“Brincando com as luzes e a transparencia de cada camada de tinta aplicada aos corpos seu trabalho desperta a curiosidade pelo erotico desconhecido”, define Bianca Cutait.

Compartilhar: