Sani Guerra | Galeria do Lago – Museu da República

© Divulgação

Memória e Impermanência | Sani Guerra

A exposição apresenta trabalhos de pintura e escultura tendo como referência os jardins que abrigaram duas propriedades do Barão de Nova Friburgo, o “Chalé do Barão”, atual Parque São Clemente (Friburgo) e o Palácio do Catete, atual Museu da República. Tudo isso entrelaçado com a vivência da artista que nasceu e foi criada na cidade de Nova Friburgo.

O programa para a exposição foi desenvolvido para atender aos objetivos do Museu da República, dialogando com suas especificidades e que ao mesmo tempo sejam pertinentes à produção das artes visuais atuais, com a curadoria de Isabel Portella, coordenadora da Galeria do Lago e Tatiana Martins, Vice-coordenadora do curso de História da Arte EBA / UFRJ.

A exposição inaugurou no dia 21 de maio e fez parte da programação oficial do CIGA (circuito integrado de galerias) ArtRio. Fica em cartaz até o dia 21 de agosto.

Compartilhar: