Regina Parra | Galeira Millan

A tragédia grega de Eurípides é o ponto de partida para a segunda individual da artista Regina Parra na Galeria Millan. Na mostra, ela apresenta três novas séries de pintura, neons, um trabalho em vídeo e uma performance feita em parceria com a artista Ana Mazzei e com a colaboração de outras nove mulheres.

O título da exposição aparece no singular indicando que o interesse da artista não está no enredo da peça teatral mas, sobretudo, em uma personagem: a bacante. Indomesticável e desejante, a bacante é também ser político.

Num país onde mulheres são cotidianamente espancadas, violentadas e executadas, a afirmação da potência do corpo feminino pode ser uma possibilidade de escape e resistência. Se assumir corpo-aberto-desejante. Se manter corpo-abertodesejante, apesar de tudo. O erotismo como força, coragem e resistência.

Compartilhar: