Piauí, entre anjos e palmeiras | Museu Janete Costa de Arte Popular

Com curadoria de Jorge Mendes, a exposição celebra o estado do Piauí, sua cultura, sua arte e sua gente. São cerca de 40 obras – que fazem parte das coleções de Jorge Mendes e de Irapoan Cavalcanti – de 20 artistas diferentes. Entre eles, os santeiros: Mestre Dezinho – precursor desta arte no Piauí –, Expedito e Cornélio – que possuem estilos próprios e são fontes de inspiração para toda uma geração, além dos Mestres Kim, Costinha, João Santeiro e Paquinha, para citar alguns.

Os trabalhos trazem a representação de anjos, seres alados, que despertam a vontade de voar mais alto, sem amarras, e com total liberdade, através das Carnaúbas, Babaçus e Buritis, ‘Palmeiras da Providência’, ou árvores da vida, como são conhecidas.

A mostra também homenageia a capital Teresina e o poeta Torquato Neto, grande letrista, jornalista e experimentador ligado à contracultura.

A exposição “Piauí, entre anjos e palmeiras” é uma realização da Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal das Culturas e da Fundação de Arte de Niterói, em parceria com o Governo do Estado Piauí e com o SEBRAE Piauí.

Foto: Thiago Côrtes

Compartilhar: