Patrick Rigon | Galeria Ecarta

A Galeria Ecarta promove a abertura da exposição Eu Sou Enxame, do artista Patrick Rigon, com curadoria de Cézar Prestes. A mostra individual é a primeira do jovem artista em espaço institucional com dez pinturas a óleo, sendo uma delas inédita. As demais, produzidas entre 2016 e 2017, integraram exposições no Rio de Janeiro, São Paulo e em Miami, e retornam a Porto Alegre para conhecimento do público. Há três anos Rigon não realiza exposição individual na capital gaúcha e a última do artista foi na ex-galeria comercial Península, quando todas as obras foram vendidas.

Conforme o curador, para descrever dualidades, como dentro e fora, mal e bem, implícito e explícito, Rigon propõe alegorias de natureza hiper-realista compostas por uma figura humana preponderante e outros seres no entorno. “O artista dá evidência aos elementos por meio de uma paleta cromática incomum e técnica de pintura a óleo irretocável”, observa.

A presença da abelha, insinuada no título da mostra, resume a dor e a doçura da arte de Rigon. “São imagens intimistas, normalmente autobiográficas que retratam forças e opressões. Não almejava o hiper-realismo, apenas deixei brotar a arte que me era espontânea”, afirma o artista.

A programação paralela inclui atividades com entrada franca. A primeira será uma conversa com o artista, em 9 de outubro, das 17 às 19h. E, em 16 de outubro, no mesmo horário, o curador vai tratar sobre o mercado de arte.

Compartilhar: