Nelson Porto | Galeria VilaNova

A Galeria VilaNova inaugura “Habitat”, do fotógrafo brasileiro Nelson Porto, sob curadoria de Bianca Boeckel. A mostra faz parte da programação especial da galeria para sua primeira participação na SP-Arte/Foto, e apresenta duas séries – “Ruína Carioca” e “Forest Creatures” -, as quais retratam, de maneira distinta, o mesmo aspecto destrutivo da relação do homem com seu lar. As imagens usam da sensação de vazio, do abandono, da ausência do elemento humano, e de composições geométricas fortes para alinhar a desordem causada pelo homem.  

Com um olhar de ilustrador e designer gráfico, Nelson Porto se aproveita da inspiração geométrica da Bauhaus em suas composições. “No caso da ‘Ruína Carioca’, existe uma clara inspiração na forma como a luz é retratada nas paisagens urbanas e composições do pintor Edward Hopper. A temática narrativa tem algo de apocalíptico, e o contraste entre a beleza e a desordem evoca a contraposição entre criação e destruição, a dinâmica de Shiva e a entropia natural do universo”, comenta. “Ruína Carioca” exibe imagens de um prédio abandonado, como metáfora visual para o momento decadente da cidade do Rio de Janeiro. “Forest Creatures” mostra uma floresta em um parque natural na Tailândia, que se revela como criaturas ora assustadoras, ora acolhedoras. As duas abordam facetas, de dimensões diferentes, do caráter destrutivo do ser humano com relação ao seu habitat.  

 

Compartilhar: