Moderna para Sempre – Fotografia Modernista Brasileira na Coleção Itaú Cultural | Embaixada do Brasil em Buenos Aires

A mostra Moderna para Sempre – Fotografia Modernista Brasileira na Coleção Itaú Cultural está em cartaz na Embaixada do Brasil em Buenos Aires, na Argentina. Com o intuito de dar visibilidade ao público de todo o seu acervo, o Itaú Cultural dá continuidade à itinerância da exposição, desta vez, a mostra volta a fazer uma temporada latino-americana, começando por Buenos Aires, seguindo Montevideo, Uruguai, no Centro de Exposiciones SUBTE, em Montevideo, Uruguai, e encerrando o percurso no Museu de Arte Contemporânea em Santiago, Chile.

A exposição apresenta 103 fotografias – quatro delas, recém-adquiridas e incorporadas a este recorte da mostra em itinerância pela América Latina. Uma das novas obras é Florale, de Geraldo de Barros, que passa a fazer parte de um conjunto de 12 imagens do autor expostas em Moderna para Sempre, como Tatuapé (1948), Autorretrato (1949) e Cadeira Unilabor (1954). Outras duas, são Oca e Parque do Ibirapuera, de German Lorca. A quarta é Composição e Sem Título, de Mario Fiori, que se juntam a Elos [Link], trabalho realizado por ele também em 1950. Com curadoria do fotógrafo e pesquisador Iatã Cannabrava, Moderna para Sempre soma trabalhos de 22 artistas renomados, com foco em sua participação no Foto Cine Clube Bandeirante, em particular, e em sua importância no movimento modernista para a cultura e identidade brasileiras. Antes de passar pela América Latina, seguiu por 15 cidades brasileiras – entre elas, Fortaleza, Belo Horizonte, Belém, Ribeirão Preto, São Paulo, Santos, Recife, Brasília, Curitiba, Rio de Janeiro e Vitória. No exterior, a mostra esteve em Assunção, no Paraguai, Cidade do México, no México, e Lima, no Peru.

Compartilhar: