Memória do Filme | cAsA – Obras sobre Papel

Com trabalhos inéditos do respeitado fotógrafo Eustáquio Neves, a cAsA – Obras Sobre Papel abre a exposição “Memória do Filme”. A individual traz recortes de diferentes momentos da carreira do artista, com obras que fazem parte das consagradas séries “Futebol” (1997-98), “Objetização do corpo” (1999), “Máscara de punição” (2004) e “Dead horse” (2008). Já os trabalhos de “Memória do filme” foram produzidos em 2018 e serão exibidos pela primeira vez.

Com 30 anos de carreira, mais de 40 mostras pelo mundo e importantes premiações, o mineiro Eustáquio Neves não expõe em Belo Horizonte desde 2002. Suas imagens têm como característica marcante a manipulação dos negativos e as interferências gráficas a partir de registros feitos pela câmera. Em suas composições, altamente experimentais, o artista subverte a imagem capturada e constrói camadas de significado, evocando temas relacionados à memória, corpo, identidade e preconceito.

“Os trabalhos abordam críticas sociais, como na série ‘Objetização do corpo’ em que falo sobre o corpo da mulher como objeto e as fotografias ganham um tratamento parecido com o lambe-lambe. Também costumo tocar na questão negra, em ‘Máscara de punição’ eu uso um retrato da minha mãe. Mas falo sobre futebol e cinema. Meu trabalho é sempre autobiográfico”, afirma o artista.

Com o cinema como referência frequente, Eustáquio usa a imagem expandida e constrói uma narrativa dentro de um plano. “Nesta série inédita, percebo que já me sinto maduro o suficiente para ‘minimalizar’ o meu trabalho. Trato o filme de uma ‘forma errada’, uma maneira que ele não foi feito para ser usado. Em outras palavras, dou uma canseira no filme, e o que sobra é o resultado final da imagem que será exposta. Trago também algumas matrizes do meu acervo, que nunca saíram da minha casa. Então o visitante poderá ver alguns dos processos de quem ainda trabalha com filme”, conta.

Eustáquio Neves é reconhecido como um dos grandes nomes da fotografia no Brasil. Entre os prêmios que recebeu estão o VII Prêmio Marc Ferrez de Fotografia, da Funarte RJ; o Prêmio Nacional de Fotografia, Funarte; o Grande Prêmio J.P. Morgan de Fotografia; Prêmio Residência Videobrasil WBK Vrije Academie, Holanda (2007), entre outros.

“Fui visitar a cAsA – Obras Sobre Papel recentemente e adorei conhecer sua história. Para mim é fundamental ter um espaço que pensa o papel como arte. Ter a fotografia dividindo esse mesmo espaço é muito importante. Um lugar como este me desperta a vontade de expor, e em Minas – a minha casa – será ótimo”, completa Eustáquio Neves.

Compartilhar: