A Última ceia, Deposizioni e Santo Sudário | Museu de Arte Sacra

O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, instituição da Secretaria da Cultura do Estado, inaugura três mostras simultaneamente, por ocasião dos festejos da Páscoa:

A Última Ceia”, do artista plástico brasileiro Luiz Bhittencourt, com curadoria de Jorge Brandão, toma como ponto de partida a última ceia de Jesus com seus apóstolos, antes de ser preso e crucificado, apresentando inúmeras facetas de personagens diversos que, por meio dos traços característicos do artista, traduzem todo simbolismo metafísico envolvido nesta cena bíblica. Para tanto, são apresentadas 25 obras produzidas em técnicas que variam entre óleo sobre tela, acrílica sobre lona, e carvão, acrílica e óleo sobre MDF, além de uma peça interativa – sobre a qual o público poderá criar e pintar – e uma performance, em que uma tela será iniciada pelo artista na ocasião da vernissage, sendo finalizada ao longo do período expositivo.

Deposizioni – Arqueologia do Desenho, de Pontormo a Caravaggio“, do artista multidisciplinar italiano radicado no Brasil Cesare Pergola, sob curadoria de Luciano Migliaccio. A individual exibe 8 obras – em técnicas de modelação digital tridimensional, desenho a tinta sobre papel e vídeo instalação espacial -, e propõe uma reflexão sobre os clássicos italianos do Renascimento e do Barroco, através de uma grafia contemporânea: a linguagem wireframe da computação digital.

Santo Sudário: Entre a Fé, a Arte e a Ciência“, sob curadoria de Jack Brandão. Por meio de cerca de 40 obras do acervo do MAS/SP, entre esculturas, pinturas, objetos arqueológicos, além de plotagens de obras existentes em outros museus e igrejas, a mostra busca levar o visitante a construir sua própria história do Sudário de Turim, a partir da união entre arte, ciência e fé.

Compartilhar: